Tudo em ordem

25/10/2012

 

Neemias 13.30-31

30 Assim, os purifiquei de tudo que era estrangeiro, e determinei os cargos para os sacerdotes e para os levitas, cada um na sua função;
31 como também o que diz respeito à oferta da lenha em tempos determinados, e bem assim às primícias. Lembra-te de mim, Deus meu, para o meu bem.


Este livro termina com Neemias dando as últimas informações do que tinha deixado em ordem. Depois de todo o processo, desde o início, pensando na volta, passando pela reconstrução e restabelecimento da nação, até deixar a religiosidade em ordem. Neemias teve muito trabalho, em alguns momentos, quando teve que deixar Israel e voltar para a sua função diante do rei, teve que recomeçar os ajustes. Mas não desistiu! Seguiu em frente.

Muitos de nós passamos por situações em nossa vida que pensamos em desistir. Parece que não vai dar certo, parece que não vai acontecer. E deixamos de lado. Talvez Neemias nos ensine que quando fazemos a vontade do Senhor, mesmo que pareça impossível, mesmo que alguém se levante contra, mesmo que aconteçam desistências e alterações no plano original, ainda assim, devemos seguir em frente e fazer a vontade do Senhor.

Não importa o que parece. Não importa o que os outros digam. Não importa que pareça impossível. Não importa nada, quando nos dedicamos a fazer a vontade do Senhor. Alguns acham que não importa nada quando é para fazer a própria vontade. Esses, estão errados! Mas para realizar o querer do Senhor, vale a pena enfrentar um gigante, vale a pena ir para a prisão e ser esquecido lá, vale a pena esperar o mar abrir... Para fazer a vontade de Deus, vale a pena!

Neemias viu algo que parecia impossível desde o começo, acontecer. Algo que parecia que seria em vão, já durante o processo, e se manteve firme. Viu dar certo e, de uma hora pra outra, descobriu que alguns estavam voltando atrás e deixando de fazer o certo. Logo, parecia algo enraizado, que não teria ajuste. Ainda assim, ele seguiu lutando para fazer a vontade de Deus. E nos mostra que esse é o melhor caminho. Alguns tiveram que deixar práticas erradas, outros, até mesmo casamentos errados, por conta da lei! Talvez pensar em abandonar um pecado, algo que fazemos, já seja complicado, mas é palpável, parece que é possível. E pensar em um casamento? Não parece que está errado, mas estava errado diante da lei. Com esse exemplo, chamo a atenção mais uma vez: deixar as coisas que parecem erradas, que notamos facilmente, pode ser mais simples. Mas há coisas que criam laços e raízes, e nem parecem erradas. Só de não ser a vontade do Senhor, já está errado! E nós devemos, inspirados pelo exemplo de Neemias e de Esdras, buscar aquilo que temos feito e que está errado. Deixar esse caminho. Deixar tudo que fazemos e não é vontade de Deus em nossa vida. Não só o que claramente é errado, mas aquilo que, mesmo parecendo certo, não é o melhor de Deus para nós. Viver debaixo da vontade de Deus de forma completa é algo maravilhoso. Não confiar ou esperar no homem, não temer o que pensam as pessoas, para realizar a vontade de Deus, é o melhor para nós. Assim, podemos ter realmente tudo em ordem. Não apenas deixando o erro claro, mas deixando tudo o que não é o melhor de Deus para nós. Dessa forma, vamos experimentar o melhor do Senhor!

Forte abraço.
Em Cristo,
Ricardo, pastor

Esta meditação foi enviada em 25/10/12 por e-mail.