Oramos por quem?

22/10/2012

 

Finalmente, irmãos, orai por nós - 2 Tessalonicenses 3.1a

Paulo é um apóstolo que em seus textos deixa claro que entendia de maneira muito profunda a importância da oração. Ele muitas vezes registra suas orações, recomenda para que não se deixe de orar, fala sobre por quem orar, entre muitas outras recomendações sobre oração.

No texto que motiva a devocional de hoje, Paulo pede oração para si. Ele pede que os irmãos que estavam recebendo aquela carta (os de Tessalônica) orem por ele, para que seu trabalho possa ser desempenhado de maneira adequada. Seguindo até o versículo 2, Paulo diz que a fé não é para todos, afinal nem todos entenderão a dimensão do que é crer e do que é realmente fé. Talvez até entendam o que é fé, mas não seguirão de modo adequado a vontade do Senhor. E, muitas vezes, esses que seguem assim, causam algumas tristezas aos que fazem o trabalho na linha de frente. Principalmente quando acham que sabem e que estão certos...

Por isso, com esse texto, quero alertar: ore pelos servos do Senhor. Pode parecer que na casa de um pastor só toque cânticos evangélicos e que o tempo todo se ora e lê a Bíblia.

Mas aqueles que estão à frente de trabalhos precisam de nossa atenção em oração. Podem parecer fortes e sempre prontos para ajudar. Mas para que estejam realmente assim, precisamos dedicar tempo de oração por suas vidas, para que o iminigo não se levante com fúria e atrapalhe as coisas.

Fica a recomendação: não deixe de orar por servos do Senhor. Por cada pessoa que segue os caminhos do Senhor, é claro. Mas dê atenção especial para os que lideram os trabalhos, não porque são mais importantes ou mais dignos. Mas porque esses sofrem na linha de frente. Acabam vendo e sabendo de coisas que podem desanimar. E, claro, se o inimigo derrubar um líder, fica mais fácil derrubar os liderados. Assim, não deixemos de orar uns pelos outros e dedicando atenção especial para aqueles que o Senhor chamou para trabalhos específicos. Orando por todos, claro, mas com cuidado especial pelos líderes.
 

Forte abraço.
Em Cristo,
Ricardo, pastor

Esta meditação foi enviada em 22/10/12 por e-mail.