Somos chamados para buscar ao Senhor

29/08/2012

 

Oséias 14.1-8

1 Volta, ó Israel, para o Senhor, teu Deus; porque pela tua iniquidade tens caído.
2 Tomai convosco palavras e voltai para o Senhor; dizei-lhe: Tira toda a iniquidade e aceita o que é bom; e ofereceremos como novilhos os sacrifícios dos nossos lábios.
3 Não nos salvará a Assíria, não iremos montados em cavalos; e à obra das nossas mãos já não diremos: Tu és o nosso Deus; porque em ti o órfão acha a misericórdia.
4 Eu sararei a sua apostasia, eu voluntariamente os amarei; porque a minha ira se apartou deles.
5 Eu serei para Israel como o orvalho; ele florescerá como o lírio e lançará as suas raízes como o Líbano.
6 Estender-se-ão os seus ramos e a sua formosura será como a da oliveira, a sua fragrância como a do Líbano.
7 Voltarão os que habitam à sua sombra; reverdecerão como o trigo e florescerão como a vide; o seu renome será como o do vinho do Líbano.
8 Ó Efraim, que tenho eu com os ídolos? Sou eu que respondo e cuido de ti. Eu sou como a faia verde; de mim é achado o teu fruto.
 

O livro de Oséias trata de um povo que tinha necessidade de ouvir sobre o amor de Deus, de um Deus que queria falar com eles e da maneira única que Deus escolheu para demonstrar seu amor a seu povo. O povo pensava que o amor poderia ser comprado ("...mercou Efraim amores", 8.9), que o amor era uma busca de uma autogratificação ("Irei atrás de meus namorados, que me dão..." 2.5) e que amando objetos sem calor, pudesse conseguir benefícios positivos ("... Se tornaram abomináveis como aquilo que amaram", 9.10). Deus quis que Israel conhecesse seu amor, um povo que buscou objetos sem valor ("Quando Israel era menino, eu o amei..." 11.1), foi guiado com uma meiga disciplina ("cordas de amor", 11.4) e que persistiu, apesar de o povo resistir ("Como te deixaria?", 11.8).

O problema era como levar a mensagem desse Deus de amor a um povo que não estava inclinado a dar ouvidos e, provavelmente, não iria entender. A solução de Deus era deixar o profeta ser seu próprio sermão, apresentar a mensagem através da vida, do testemunho.

Oséias se casa com uma mulher impura ("mulher de prostituições", 1.2), a ama inteiramente, e dela tem filhos (1.3), e vai atrás dela quando ela o abandona, e a traz de volta ("Vai outra vez, ama uma mulher", 3.1). Em resumo, Oséias tinha de mostrar seu próprio amor a Gomer, o tipo de amor que Deus tinha por Israel, um povo que adulterava em prostituição tanto física como espiritual.

Que possamos nos voltar ao Senhor! Afinal, há momentos que nos afastamos do Seu querer. Muitas vezes até na tentativa de acertar, acabamos nos afastando da vontade do Senhor! E em momentos assim, é mais difícil nos acertarmos com o Senhor, pois até entendemos que estamos buscando o melhor. Do erro, fica mais fácil nos afastar, quando reconhecemos como erro, mas não é fácil quando entendemos outra coisa que não erro. Se estamos no erro e não admitimos, tentamos explicar, corremos o risco de nos afastar do Senhor! Assim, que tenhamos a busca pelo querer do Senhor como alvo principal e possamos viver assim os Planos que Ele tem para nós, que são mais altos e muito melhores que os que podemos planejar!
 

Forte abraço.
Em Cristo,
Ricardo, pastor

Esta meditação foi enviada em 29/08/12 por e-mail.