Confiar no Senhor

14/06/2012


2 Samuel 22.2-4


2 O Senhor é o meu rochedo, a minha fortaleza e o meu libertador.
3 É meu Deus, a minha rocha, nele confiarei; é o meu escudo, e a força da minha salvação, o meu alto retiro, e o meu refúgio. O meu Salvador; da violência tu me livras.
4 Ao Senhor invocarei, pois é digno de louvor; assim serei salvo dos meus inimigos.


Este texto faz parte de um Cântico de Davi. Podemos encontrar também no Salmo 18.

Sabemos das situações que Davi passou. Como homem segundo o coração de Deus, ele não esteve isento de problemas, dificuldades, complicações em sua vida. Até mesmo seguiu por caminhos que não deveria ter seguido! Fez coisas que não deveria ter feito. Mas soube se acertar diante de Deus, abandonar o caminho errado e assumir as consequências de suas atitudes. Não fugiu dos problemas, não seguiu no caminho errado apenas porque já tinha escolhido aquele, nem deixou apenas que outras pessoas sentissem as dores que ele deveria sentir. Por ser líder, suas atitudes também influenciaram a vida de outras pessoas, mas ele assumiu cada uma de suas atitudes e cada uma das consequências, além de corrigir o caminho das escolhas erradas. Não foi porque teve que assumir consequências que continuou no erro! Não tentou jogar para os outros nem deixou o peso de suas decisões nos ombros dos outros. Mesmo que atingisse outras pessoas, já que ele liderava muitos, ele sempre soube assumir seu caminho e suas consequências.

Com isso, podia confiar plenamente no Senhor. Porque tinha feito algo que não devia, mas sabia reconhecer diante de Deus e das pessoas, além de buscar o acerto diante do seu caminho errado. Quando outras pessoas sentiam as consequências, ainda assim ele sempre tentava de tudo para acalmar as consequências. E podia depositar sua confiança no Senhor, pois sabia como buscar e fazia o que fosse necessário para deixar o caminho errado. Como foi no caso do seu primeiro filho com Bate-Seba, ele tentou de tudo para mudar a situação daquela criança. Mas soube aceitar a correção do Senhor. Assumiu a dor, não culpou outros por suas decisões nem deixou o peso apenas sobre os ombros de Bate-Seba! Depois de ter errado, assumiu o erro, assumiu as consequências e a dor, e deixou o caminho errado, buscando no Senhor consolo, perdão e força para agir!

Que como Davi possamos confiar no Senhor. Quando entrarmos num caminho errado, que possamos nos corrigir e continuar confiando no Senhor. Ainda que seja necessário algum tipo de testemunho de mudança, alguma consequência. Pode ser que nem tenhamos que enfrentar a consequência! Mas se ela vier, não culpemos Deus ou qualquer outra pessoa por isso. Que saibamos buscar a correção e possamos confiar no Senhor, sabendo que Ele cuida de nós em todo o tempo!

Forte abraço.
Em Cristo,
Ricardo, pastor



Esta meditação foi enviada em 14/06/12 por e-mail.