Ter fé...

29/03/2012

 

Gênesis 22.1-19

1 Sucedeu, depois destas coisas, que Deus provou a Abraão, dizendo-lhe: Abraão! E este respondeu: Eis-me aqui.
2 Prosseguiu Deus: Toma agora teu filho; o teu único filho, Isaque, a quem amas; vai à terra de Moriá, e oferece-o ali em holocausto sobre um dos montes que te hei de mostrar.
3 Levantou-se, pois, Abraão de manhã cedo, albardou o seu jumento, e tomou consigo dois de seus moços e Isaque, seu filho; e, tendo cortado lenha para o holocausto, partiu para ir ao lugar que Deus lhe dissera.
4 Ao terceiro dia levantou Abraão os olhos, e viu o lugar de longe.
5 E disse Abraão a seus moços: Ficai-vos aqui com o jumento, e eu e o mancebo iremos até lá; depois de adorarmos, voltaremos a vós.
6 Tomou, pois, Abraão a lenha do holocausto e a pôs sobre Isaque, seu filho; tomou também na mão o fogo e o cutelo, e foram caminhando juntos.
7 Então, disse Isaque a Abraão, seu pai: Meu pai! Respondeu Abraão: Eis-me aqui, meu filho! Perguntou-lhe Isaque: Eis o fogo e a lenha, mas onde está o cordeiro para o holocausto?
8 Respondeu Abraão: Deus proverá para si o cordeiro para o holocausto, meu filho. E os dois iam caminhando juntos.
9 Havendo eles chegado ao lugar que Deus lhe dissera, edificou Abraão ali o altar e pôs a lenha em ordem; o amarrou, a Isaque, seu filho, e o deitou sobre o altar em cima da lenha.
10 E, estendendo a mão, pegou no cutelo para imolar a seu filho.
11 Mas o anjo do Senhor lhe bradou desde o céu, e disse: Abraão, Abraão! Ele respondeu: Eis-me aqui.
12 Então, disse o anjo: Não estendas a mão sobre o mancebo, e não lhe faças nada; porquanto agora sei que temes a Deus, visto que não me negaste teu filho, o teu único filho.
13 Nisso, levantou Abraão os olhos e olhou, e eis atrás de si um carneiro embaraçado pelos chifres no mato; e foi Abraão, tomou o carneiro e o ofereceu em holocausto em lugar de seu filho.
14 Pelo que chamou Abraão àquele lugar Jeová-Jiré; donde se diz até o dia de hoje: No monte do Senhor se proverá.
15 Então, o anjo do Senhor bradou a Abraão pela segunda vez desde o céu,
16 e disse: Por mim mesmo jurei, diz o Senhor, porquanto fizeste isto, e não me negaste teu filho, o teu único filho,
17 que deveras te abençoarei, e grandemente multiplicarei a tua descendência, como as estrelas do céu e como a areia que está na praia do mar; e a tua descendência possuirá a porta dos seus inimigos;
18 e em tua descendência serão benditas todas as nações da terra; porquanto obedeceste à minha voz.
19 Então, voltou Abraão aos seus moços e, levantando-se, foram juntos a Beer-Seba; e Abraão habitou em Beer-Seba.



Uma história muito conhecida. Muitos estudos, pregações, meditações ou mesmo apenas uma simples lembrança já tiveram essa história como norteador. A fé de Abraão está no centro e sendo testada. Ele tinha a promessa de ter dele uma numerosa descendência, mas Isaque era seu único filho, ao menos com ele, pois Ismael tinha sido mandado embora com sua mãe. Mesmo achando duro, o Senhor confirmou que deveria mesmo enviar a mãe e o menino. Então, ao seu lado, Abraão tinha apenas Isaque como confirmação da promessa do Senhor. E já obedeceu ao Senhor, mesmo achando que era duro, quando mandou a mãe e o filho embora. Mostrou fé e abriu mão do que ele poderia achar melhor, seguindo a vontade do Senhor.

E mais uma vez, estava pronto para entregar tudo, para obedecer a vontade do Senhor. Porque ele sabia que o Senhor tinha prometido e não iria falhar. E que ele devia obedecer ao querer do Senhor, ainda que parecesse duro, ele sabia que a vontade do Senhor é boa. Sabia que podia confiar que o Senhor faria o melhor, algo que ele mesmo poderia não ver naquele momento, mas sabia por fé que podia confiar no Senhor.

Estaríamos nós prontos a entregar o "tudo" na presença do Senhor e confiar que Ele proverá o melhor, mesmo que deixemos de lado o que nos parece a confirmação de algo? Estaríamos prontos a abir mão do que temos diante de nós, confiando que o Senhor cuidará para que tenhamos o melhor? Muitas vezes nos apegamos ao que nos parece bom e confirmação da vontade do Senhor. Parece que nos acomodamos diante do que temos. É como se achássemos que temos algo porque temos uma posição, um título, algo que nós fazemos. E esquecemos que quem deu foi o Senhor e mesmo que lutemos para manter a posição, Ele mesmo pode tirar o que temos. Não é a posição, o título ou algo que fazemos que nos dá aquilo que temos, mas isso vem do Senhor.

Assim, não tenha medo de abrir mão de nada, pensando que você tem algo na sua mão para ter alguma coisa. O que você tem não demanda do título, posição ou o que quer que seja que você faça! Vem do Senhor. E Ele tem sempre o melhor para você. Pode ser que você tenha que abrir mão do que gosta hoje para ter algo melhor. Pode ser que você abra mão pensando que vai mudar e ainda assim, o Senhor confirma o que você tem e você continua com o mesmo. O que sei é que vale a pena abrir mão da própria vontade, daquilo que parece nosso, para ter o melhor da parte do Senhor. Confie que Dele sempre virá o melhor e que nada do que você tenha ou faça vai lhe garantir algo, se isso não vier do Senhor. Não tema em abrir mão de algo, se você estiver buscando o Senhor, pois Dele virá o melhor!

Forte abraço.
Em Cristo,
Ricardo, pastor

Esta meditação foi enviada em 29/03/12 por e-mail.