Somos chamados para ajudar

22/02/2012


Salmo 41

1 Bem-aventurado é aquele que considera o pobre; o Senhor o livrará no dia do mal.
2 O Senhor o guardará, e o conservará em vida; será abençoado na terra; tu, Senhor, não o entregarás à vontade dos seus inimigos.
3 O Senhor o sustentará no leito da enfermidade; tu lhe amaciarás a cama na sua doença.
4 Disse eu da minha parte: Senhor, compadece-te de mim, sara a minha alma, pois pequei contra ti.
5 Os meus inimigos falam mal de mim, dizendo: Quando morrerá ele e perecerá o seu nome?
6 E, se algum deles vem ver-me, diz falsidades; no seu coração amontoa a maldade; e quando ele sai, é disso que fala.
7 Todos os que me odeiam cochicham entre si contra mim; contra mim maquinam o mal, dizendo:
8 Alguma coisa ruim se lhe apega; e agora que está deitado, não se levantará mais.
9 Até o meu próprio amigo íntimo em quem eu tanto confiava, e que comia do meu pão, levantou contra mim o seu calcanhar.
10 Mas tu, Senhor, compadece-te de mim e levanta-me, para que eu lhes retribua.
11 Com isso conheço eu que te deleitas em mim, por não triunfar contra mim o meu inimigo
12 Quanto a mim, tu me sustentas na minha integridade e me colocas diante da tua face para sempre.
13 Bendito seja o Senhor, Deus de Israel, de eternidade a eternidade. Amém e amém.

A ação social é defendida neste texto. Aquele que pode ajudar quem precisa de ajuda, deve fazer isso! Será bem aventurado por realizar essa ajuda.

Mas é claro que não podemos limitar a questão de ser "pobre" apenas a uma questão física! O Senhor não se preocupa apenas com o físico, mas também com o espiritual. E quantos em nosso mundo são pobres espiritualmente, fraquejando na fé ou até mesmo acreditando em coisas erradas...

Então, aquele que é rico espiritualmente também deve se dispor a ajudar aquele que é pobre espiritualmente. Quem pode, deve ajudar fisicamente e quem pode, por ter riqueza espiritual, deve evangelizar, apresentar a mensagem do Evangelho para aquelas pessoas que são "pobres" espiritualmente falando, que carecem de conhecimento da Verdade que liberta!

Forte abraço.
Em Cristo,
Ricardo, pastor

Esta meditação foi enviada em 22/02/12 por e-mail.