Modelo de Oração

23/01/2012

 

última parte

Chegamos ao final desse texto de meditação sobre a Oração Modelo. Sei que poderíamos escrever muitas outras coisas! Mas, quem sabe, ainda tenhamos outras oportunidades para tal, se assim nos recomendar e permitir o Senhor.

O texto de hoje é fruto de uma meditação que alguns pastores (inclusive eu) já fizeram e apresentaram em forma de estudo ou pregação em suas comunidades. Aqui, no texto, temos apenas um resumo, um roteiro. Trata-se de meditar sobre os três "P"s da Oração Dominical: Pai, Pão e Perdão.

Pai: É Quem invocamos, a Quem dirigimos nossa oração. "Pai nosso que estás nos céus". Quando escrevemos antes, falamos sobre essa ideia de coletividade. Nosso Pai! É a Ele que dirigimos nossa oração, nosso clamor, nossa confiança, nossa espera. É o ponto de partida dessa oração, pois é a Ele que devemos clamar.

Pão: A confiança de suprimento. Não apenas do alimento, mas de todas as necessidades, inclusive não deixar cair em tentação, mas nos livar do mal. É a demonstração de confiança, de fé. Crer que nossas necessidades serão supridas pelo Senhor. Que não importa a dificuldade, mas sim que podemos contar com o cuidado do Pai. Para cada uma de nossas necessidades, inclusive de alimento.

Perdão: A confissão deve ser parte integrante da vida do ser humano. Exatamente porque temos que tomar cuidado a cada momento para fugir do erro. Afinal, na 1ª carta de João, vemos no capítulo dois que devemos conhecer a vontade do Senhor para não pecar. Mas se isso acontecer, temos advogado no céu: Jesus! Podemos falhar em relação à vontade de Deus ou podemos falhar em relação ao nosso próximo. Devemos, para viver em comunhão, buscar sempre a reconciliação e o perdão, quando necessário. Vemos claramente que isso faz parte da carreira do cristão, pois a Oração Modelo dá destaque para tal situação.

Entendo que a Oração Modelo pode ser resumida exatamente nessas três palavras, nos três "P"s: Pai, Pão e Perdão. Isso resume claramente nossa busca: buscamos ao Senhor, que nos cuida tal qual um Pai amoroso, nos dá o sustento em cada uma de nossas necessidades e nos provê de Seu perdão, para realmente desfrutarmos de relacionamento íntimo com Ele.

Para encerrar a meditação, colocamos a Oração Modelo completa abaixo, registrada na Bíblia em Mateus 6.9-13:

9 Portanto, orai vós deste modo: Pai nosso que estás nos céus, santificado seja o teu nome;
10 venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu;
11 o pão nosso de cada dia nos dá hoje;
12 e perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós também temos perdoado aos nossos devedores;
13 e não nos deixes entrar em tentação; mas livra-nos do mal. [Porque teu é o reino, o poder e a glória para sempre, Amém.]

Forte abraço.
Em Cristo,
Ricardo, pastor

Esta meditação foi enviada em 23/01/12 por e-mail.