No trabalho a cada dia

27/09/2011

 

Atos dos Apóstolos 18.18-23

18 Paulo, tendo ficado ali ainda muitos dias, despediu-se dos irmãos e navegou para a Síria, e com ele Priscila e Áquila, havendo rapado a cabeça em Cencréia, porque tinha voto.
19 E eles chegaram a Éfeso, onde Paulo os deixou; e tendo entrado na sinagoga, discutia com os judeus.
20 Estes rogavam que ficasse por mais algum tempo, mas ele não anuiu,
21 antes, se despediu deles, dizendo: Se Deus quiser, de novo voltarei a vós; e navegou de Éfeso.
22 Tendo chegado a Cesaréia, subiu a Jerusalém e saudou a igreja, e desceu a Antioquia.
23 E, tendo demorado ali algum tempo, partiu, passando sucessivamente pela região da Galácia e da Frígia, fortalecendo a todos os discípulos.

Paulo está no fim da chamada "segunda viagem missionária". Ficou muitos dias, como revela a Bíblia, mesmo depois daquela contenda que tentava criar problemas políticos para Paulo, diante da discórdia com os judeus. Mas ele seguiu seu trabalho e ainda permaneceu muitos dias, seguindo depois para outros lugares.

Mesmo com a questão anterior com os judeus, Paulo não se negava ao trabalho com todos! Anunciava o Evangelho e mais uma vez, foi para uma sinagoga. Ali, os judeus queriam que ele ficasse mais dias. O tratamento, então, era diferente. Não se fala em aceitação ou não da mensagem, mas pelo menos não tentam criar problemas para o anúncio e ainda querem ouvir mais. Mas Paulo, mesmo fazendo esse trabalho com judeus, sabia que tinha muito mais para realizar entre os gentios.

Assim, ele nos ensina que não devemos desanimar do trabalho, diante das dificuldades, também ensina que podemos repetir uma forma de agir em outro momento, mesmo que não tenha dado certo em algum tempo, e nos ensina que precisamos seguir fazendo o trabalho do Senhor. Que possamos seguir, sem desanimar, diante das dificuldades. E ainda que chegue um momento de desânimo, que possamos seguir em frente, buscando no Senhor a força para que possamos realizar a obra. E que possamos entender as estratégias que devemos usar no trabalho. Para que possamos, sempre, seguir realizando a vontade do Senhor.

Forte abraço.
Em Cristo,
Ricardo, pastor

Esta meditação foi enviada em 27/09/11 por e-mail.