Vida de oração

29/08/2011

 

Oramos e aguardamos que algo aconteça. Sempre que oramos, no mínimo, queremos sentir a presença do Senhor, sentir um aconchego, uma paz, quando não aguardamos uma resposta a respeito de uma inquietação.

O que é orar? É conversarmos com o Senhor. E, no momento da oração, quando conversamos com o Senhor (e muitas vezes precisamos aguardar um tempo para ouvir também, pois numa conversa há partes envolvidas e elas falam; não apenas uma), como devemos fazer para que nossa oração seja ouvida? O que devemos observar para ter uma boa conversa com o Senhor e aguardar a Sua resposta?

Há algumas coisas que precisamos observar e nas próximas semanas, vamos escrever um pouco mais sobre o assunto, permitindo o Senhor.

Não dá pra simplesmente dizermos um monte de palavras, sem tomar determinados cuidados, e aguardar que tenhamos uma resposta ou tenhamos, no mínimo, a sensação que nossa oração foi ouvida.

Precisamos observar algumas coisas. Gostaria de pedir que você observe e medite sobre a sua prática de oração. Durante esta semana, veja como você se achega para orar ao Senhor, como você se coloca nessa busca. A partir da próxima semana, vamos meditar sobre alguns aspectos que precisam fazer parte de nossa vida e de nossa oração. Antes de começar a escrever sobre isso, será muito interessante você observar qual é a sua prática e, de acordo como formos escrevendo, verificar se você está observando as mesmas coisas em sua vida de oração. Se estiver, aleluia! É só seguir em frente e continuar no caminho. E se houver algo para acertar, busque no Senhor esse acerto e você verá, tenho certeza, grandes coisas em sua vida e ao seu redor, através da oração. Não será tudo do jeito que você quer, pois o Senhor tem os Seus planos e precisamos nos submeter a Sua vontade antes da nossa. Mas você verá muitas coisas.

Assim, esta semana, como primeiro aspecto a ser observado na vida de oração, fica:

Faça-se a tua vontade, assim na terra como no céu - Mateus 6.10b

Adiantando-se um pouo, prostrou-se sobre o seu rosto, orando e dizendo: Meu Pai, se possível, passe de mim este cálice! Todavia, não seja como eu quero, e sim como tu queres - Mateus 26.39

Que seja feita a vontade do Senhor! Ela é melhor do que a nossa, por mais que a nossa vontade pareça boa e agradável e até mesmo num primeiro momento seja ruim aos nossos olhos o que o Senhor fez. Logo Ele irá nos mostrar como foi melhor acontecer do jeito que Ele queria. O que o Senhor quer é o melhor e devemos orar, apresentar nossa petição, mas confiar no Senhor para fazer o melhor.

Forte abraço.
Em Cristo,
Ricardo, pastor

Esta meditação foi enviada em 29/08/11 por e-mail.