O "Silêncio" de Deus. Silêncio?!

16/05/2011

 

4ª parte

No “silêncio” de Deus, aprendemos:

APRENDEMOS A DISCERNIR A PRESENÇA DE JESUS – ELE CHEGOU NO TEMPO CERTO

Jesus não é uma promessa a se cumprir; não é uma possibilidade. Ele é realidade. O Apóstolo Paulo escrevendo aos Gálatas, pelo Espírito nos diz: "vindo, porém a plenitude do tempo, Deus enviou seu Filho..." (Gálatas 4.4).
 
Ele veio no momento certo, exato. Já veio. É Deus conosco – Emanuel. Devemos nos alegrar com a chegada de Jesus, não somente ao mundo, mas também em nossa vida.

O cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo já estava ali, entre os homens, a Ressurreição e a Vida já pisava o mundo dos humanos, o Alfa e Ômega já estava se relacionando com a humanidade. "E O VERBO SE FEZ CARNE E HABITOU ENTRE NÓS CHEIO DE GRAÇA E DE VERDADE E VIMOS SUA GLÓRIA, COMO A DO UNIGÊNITO DO PAI" - JOÃO 1.14.

O que isto significa? Significa que Jesus não se atrasa! Aleluia. Já está entre nós, em nós e por meio de nós, exalando Seu bom perfume. Então as impressões e sensações de silêncio ou ausência não passam disso. A verdade é que Ele já chegou, e chegou para ficar com seu povo.

Não existe nada que supere a presença do Senhor em nosso viver. Não há nenhuma ausência em nossa vida que seja mais importante que a presença dEle.

Forte abraço.
Em Cristo,
Ricardo, pastor

Esta meditação foi enviada em 16/05/11 por e-mail.