O "Silêncio" de Deus. Silêncio?!

09/05/2011

 

3ª parte

No “silêncio” de Deus, aprendemos:

O TEMPO QUE DEUS PARECE DEMORAR A AGIR NÃO SIGNIFICA DESCASO OU OUTRAS PRIORIDADES, MAS SIM O CUMPRIMENTO DE SUA AGENDA!

Ouvindo, pois, que estava enfermo, ficou ainda dois dias no lugar onde estava. (João 11.6)
 
Jesus de maneira alguma foi irresponsável e nem desprezou a gravidade da enfermidade ou a dor de Lázaro ou de seus familiares. A questão era que havia um propósito divino naquela ocasião. O tempo de atuação era diferente do que parecia ser o necessário diante da dificuldade humana. O tempo de Deus (káiros) é diferente do nosso (chronos).
 
Há um propósito divino em nossa vida! Algo que Ele pretende fazer ou conseguir; logo, DEUS SÓ TEM BOAS INTENÇÕES A NOSSO RESPEITO. Ele sabia muito bem o que estava fazendo. Nada e nem ninguém pode impedir os desígnios de Deus, nem mesmo nossas reivindicações bíblicas descontextualizadas dos propósitos celestiais. Veja se não foi esta a conclusão de Jó, homem que experimentou o que poucos em toda a história da humanidade experimentaram:
 
"Bem sei que tudo podes, e nenhum dos teus planos pode ser frustrado" (Jó 42.2)
 
Deus tem uma agenda sobre sua vida que deverá se cumprir inevitavelmente. Isso não deve ser motivo de preocupação, pelo contrário, estamos vivendo na companhia de um Deus que ofereceu o melhor por e para nós, Seu Filho Jesus. O que vem, além disso, só podem ser coisas boas. Ainda que pareça que está demorando, na verdade Ele está agindo na hora certa, no melhor momento. Humanamente pode parecer que está demorando. Mas Deus age na hora certa!
 
É verdade que nem sempre Deus cura as enfermidades. Nem sempre Deus ressuscita os mortos. Mas "sabemos que TODAS as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo O SEU PROPÓSITO” (destaque nosso) – Romanos 8:28.
 
Não importa o que acontece aos olhos humanos! Que nossos olhos espirituais possam ver o que Deus está fazendo, independente de aparecer aos olhos humanos. Que possamos aguardar o tempo Dele, que ainda que pareça demorado ou atrasado, na verdade chega na hora certa. E quando não chega de acordo com o que esperávamos, chega de alguma outra forma, porque Ele fará o que é melhor para nós, mesmo que achemos diferente na hora. Logo, veremos que foi a melhor forma de ação mesmo!

Forte abraço.
Em Cristo,
Ricardo, pastor

Esta meditação foi enviada em 09/05/11 por e-mail.