Somos chamados para louvar ao Senhor

27/04/2011



Êxodo 15.1-21


1 Então, cantaram Moisés e os filhos de Israel este cântico ao Senhor, dizendo: Cantarei ao Senhor, porque gloriosamente triunfou; lançou no mar o cavalo e o seu cavaleiro.
2 O Senhor é a minha força, e o meu cântico; ele se tem tornado a minha salvação; é ele o meu Deus, portanto o louvarei; é o Deus de meu pai, por isso o exaltarei.
3 O Senhor é homem de guerra; Jeová é o seu nome.
4 Lançou no mar os carros de Faraó e o seu exército; os seus escolhidos capitães foram submersos no Mar Vermelho.
5 Os abismos os cobriram; desceram às profundezas como pedra.
6 A tua destra, ó Senhor, é gloriosa em poder; a tua destra, ó Senhor, destroça o inimigo.
7 Na grandeza da tua excelência derrubas os que se levantam contra ti; envias o teu furor, que os devora como restolho.
8 Ao sopro dos teus narizes amontoaram-se as águas, as correntes pararam como montão; os abismos coalharam-se no coração do mar.
9 O inimigo dizia: Perseguirei, alcançarei, repartirei os despojos; deles se satisfará o meu desejo; arrancarei a minha espada, a minha mão os destruirá.
10 Sopraste com o teu vento, e o mar os cobriu; afundaram-se como chumbo em grandes águas.
11 Quem entre os deuses é como tu, ó Senhor? E quem é como tu, poderoso em santidade, admirável em louvores, operando maravilhas?
12 Estendeste a mão direita, e a terra os tragou.
13 Na tua beneficência guiaste o povo que remiste; na tua força o conduziste à tua santa habitação.
14 Os povos ouviram e estremeceram; dores apoderaram-se dos a habitantes da Filístia.
15 Então, os príncipes de Edom se pasmaram; dos poderosos de Moabe apoderou-se um tremor; derreteram-se todos os habitantes de Canaã.
16 Sobre eles caiu medo, e pavor; pela grandeza do teu braço emudeceram como uma pedra, até que o teu povo passasse, ó Senhor, até que passasse este povo que adquiriste.
17 Tu os introduzirás, e os plantarás no monte da tua herança, no lugar que tu, ó Senhor, aparelhaste para a tua habitação, no santuário, ó Senhor, que as tuas mãos estabeleceram.
18 O Senhor reinará eterna e perpetuamente.
19 Porque os cavalos de Faraó, com os seus carros e com os seus cavaleiros, entraram no mar, e o Senhor fez tornar as águas do mar sobre eles, mas os filhos de Israel passaram a pé enxuto pelo meio do mar.
20 Então Miriã, a profetisa, irmã de Arão, tomou na mão um tamboril, e todas as mulheres saíram atrás dela com tamboris, e com danças.
21 E Miriã lhes respondia: Cantai ao Senhor, porque gloriosamente triunfou; lançou no mar o cavalo com o seu cavaleiro.

Depois da Páscoa, da libertação do Egito, de tantos milagres no momento da saída, do Senhor poupar os primogênitos do povo de Israel, que colocaram o sangue do cordeiro no umbral e na verga das portas, e matar os do Egito... os salvos exaltam ao Senhor através de um cântico. É próprio daquele que é agradecido pelo cuidado do Senhor o exaltar, quer através de música, de agradecimento, de testemunho, de toda forma possível.

Israel não foi diferente. E nos dá o exemplo para que pensemos em como temos agradecido ao Senhor, por Seus feitos em nossa vida. Será que temos exaltado ao Senhor? Agradecido? Ou apenas pedimos, esperamos o que queremos, da forma e na hora que queremos e se não somos atendidos, ficamos "de bico"? Não somos chamados para "ficar de bico"! Mas para louvar ao Senhor.

Assim, devemos declarar, com a vida, com cânticos, com palavras..., o louvor ao Senhor. Falar do cuidado, da vitória, da convicção dessas coisas, mesmo quando ainda não vemos, e sempre louvar porque temos a salvação! No texto que nos motiva hoje, o louvor foi por conta da salvação. Da mesma forma, não espere outros acontecimentos para louvar ao Senhor. Claro, quando eles acontecerem, louve! Mas desde já louve ao Senhor porque em Jesus temos a salvação! Aleluia!

Forte abraço.
Em Cristo,
Ricardo, pastor



Esta meditação foi enviada em 27/04/11 por e-mail.