O "Silêncio" de Deus. Silêncio?!

25/04/2011

 

1ª parte

João 11.1-6

1 ESTAVA, porém, enfermo um certo Lázaro, de Betânia, aldeia de Maria e de sua irmã Marta.
2 E Maria era aquela que tinha ungido o Senhor com unguento, e lhe tinha enxugado os pés com os seus cabelos, cujo irmão Lázaro estava enfermo.
3 Mandaram-lhe, pois, suas irmãs dizer: Senhor, eis que está enfermo aquele que tu amas.
4 E Jesus, ouvindo isto, disse: Esta enfermidade não é para morte, mas para glória de Deus, para que o Filho de Deus seja glorificado por ela.
5 Ora, Jesus amava a Marta, e a sua irmã, e a Lázaro.
6 Ouvindo, pois, que estava enfermo, ficou ainda dois dias no lugar onde estava.

 
Muitas vezes parece que experimentamos um silêncio da parte de Deus, onde parece que Ele não está interessado ou não quer agir por conta dos nossos problemas. Claro que só parece, pois como Senhor Onipotente, Onipresente e Onisciente, Ele sabe de todas as coisas e pode agir em todas as circunstâncias. Nem mesmo precisamos dizer ao Senhor nossas necessidades e Ele já as sabe (Mateus 6.31-32). Isso não deve criar em nós o hábito de nem mesmo fazermos nossas orações! O texto revela que Ele sabe mesmo antes de apresentarmos, mas nosso relacionamento com o Senhor deve ser vivido com a prática da oração, confirmando que confiamos no Senhor e que aguardamos Dele a resposta.
 
Mas há situações em que nos sentimos até sozinhos. Parece que não temos resposta e parece, inclusive, que nossas orações não passam “do teto”.
 
O Silêncio de Deus é uma forma de resposta! Ele nos convida a continuarmos em busca, quer seja para nos atender no tempo certo, na melhor hora (que não necessariamente será a nossa hora!), quer seja para que possamos entender que o que Ele vai fazer é o que precisamos, mas não será da forma como esperamos. Pode ser ainda, claro, que o Senhor esteja apenas “educando” você a buscar com mais fervor e santidade e por isso não atende e o que parece pior, parece nem mesmo estar interessado em nossa dificuldade. Ele está tão interessado que está ajudando você a aprender que deve buscar, independente do que pareça, e sim por fé que o Senhor fará o melhor!
 
No texto que motiva esta série de textos que vamos fazer nas próximas semanas, permitindo o Senhor, encontramos uma situação interessante: Jesus, ainda aqui na terra, entre os seres vivos, antes de cumprir com a necessidade da morte, não atendeu a um pedido na hora em que foi solicitado. Mostrando, assim, que temos muito que aprender com o “silêncio de Deus”.

E a partir da próxima semana, permitindo o Senhor, vamos escrever mais sobre esse aprendizado.

Forte abraço.
Em Cristo,
Ricardo, pastor

Esta meditação foi enviada em 25/04/11 por e-mail.