Somos chamados para evitar o mal

15/12/2010

 

Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; mas, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo. 1 João 2.1
 

A confissão deve ser algo com que nos preocupemos. Não porque vamos pecar muito, afinal somos chamados para evitar o mal e vamos fugir dessa prática. Mas porque corremos o risco de errar e até mesmo em coisas que nem tomamos conhecimento (Salmo 19.12 e Salmo 139.24). Claro que só confessar pecado não resolve. É necessário vivenciar a realidade do arrependimento e o consequente abandono do pecado. E no caso dos pecados que nos são ocultos, precisamos buscar no Senhor o entendimento de tal prática e se ela ocorrer, precisamos buscar Nele a revelação de qual é esse erro para abandonarmos também.

Nossa vida pode ser comparada a um cano. Se dentro dele há sujeira, a água passa com dificuldade e pode até parar de passar! A sujeira, seria o pecado. A água, o fluir de Deus. Quando há pecado, esse fluir pode parar em nossa vida! Depois de confessado e abandonado, o "cano" (nossa vida) fica limpo de novo, e podemos fluir da água viva de Deus tanto para nós como para os outros.

Busquemos a vida limpa diante do Senhor. E que Ele mesmo nos abençoe para tal prática.

Forte abraço.
Em Cristo,
Ricardo, pastor

Esta meditação foi enviada em 15/12/10 por e-mail.