Viver a mensagem

14/12/2010

 

Atos dos Apóstolos 15.30-35

30 Então eles, tendo-se despedido, desceram a Antioquia e, havendo reunido a assembléia, entregaram a carta.
31 E, quando a leram, alegraram-se pela consolação.
32 Depois Judas e Silas, que também eram profetas, exortaram os irmãos com muitas palavras e os fortaleceram.
33 E, tendo-se demorado ali por algum tempo, foram pelos irmãos despedidos em paz, de volta aos que os haviam mandado.
34 [Mas pareceu bem a Silas ficar ali.]
35 Mas Paulo e Barnabé demoraram-se em Antioquia, ensinando e pregando com muitos outros a palavra do Senhor.


Definida a estratégia, quem tinha a responsabilidade leva a mensagem e ela é lida. As pessoas tomam conhecimento da decisão. Esse é um momento delicado, porque alguém poderia não gostar e reclamar, criar problemas!

Mas nesse caso, não aconteceu isso. A decisão é conhecida e aceita por aqueles que esperavam as notícias. Acredito que o Senhor já tinha preparado aqueles que iriam receber a mensagem com a decisão.  Além de aceitarem, Judas e Silas ainda confirmam a mensagem, trazem outras mensagens de fortalecimento, para que a comunidade pudesse seguir em seu trabalho. Além disso, Silas permanece em Antioquia, Paulo e Barnabé permanecem por um tempo, pregando e anunciando.

Mais que dar uma orientação que deveria ser seguida, aqueles que levaram a decisão também fortaleceram os que receberam a decisão e permaneceram com eles, vivendo a mensagem do Evangelho. Que possamos anunciar a mensagem e mais que isso, que possamos viver, tanto em nossa vida, como no apoio, no suporte aos demais. Que possamos viver o que pregamos em todo o tempo, pregando tanto com palavras como com ações!

Forte abraço.
Em Cristo,
Ricardo, pastor

Esta meditação foi enviada em 14/12/10 por e-mail.