Somos chamados para a santidade

01/12/2010

 

1 Pedro 1.13-21

13 Portanto, cingindo os lombos do vosso entendimento, sede sóbrios e esperai inteiramente na graça que se vos oferece na revelação de Jesus Cristo.
14 Como filhos obedientes, não vos conformeis às concupiscências que antes tínheis na vossa ignorância;
15 mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em todo o vosso procedimento;
16 porquanto está escrito: Sereis santos, porque eu sou santo.
17 E, se invocais por Pai aquele que, sem acepção de pessoas, julga segundo a obra de cada um, andai em temor durante o tempo da vossa peregrinação,
18 sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver, que por tradição recebestes dos vossos pais,
19 mas com precioso sangue, como de um cordeiro sem defeito e sem mancha, o sangue de Cristo,
20 o qual, na verdade, foi conhecido ainda antes da fundação do mundo, mas manifesto no fim dos tempos por amor de vós,
21 que por ele credes em Deus, que o ressuscitou dentre os mortos e lhe deu glória, de modo que a vossa fé e esperança estivessem em Deus.

Muitas vezes, nos preocupamos com grandes erros e até mesmo criamos padrões de moral para definir alguns erros que, nem sempre, são exatamente erros. Mas a preocupação em fazer o certo leva alguns a definirem certos padrões para evitar o erro e até mesmo coisas que poderiam estar certas são tidas por erradas para evitar o erro. Afinal, alguns definem, por exemplo, que assistir Televisão é errado, quando me parece que o erro é assistir a certos programas ou ter a programação em maior conta que a busca em oração, leitura da Palavra ou até mesmo ir na igreja. Mas para evitar erros, se define que assistir Televisão é errado! Não quero, com isso, dizer que é errado dizer que não pode ver Televisão! Apenas acho que essa "regra" não precisava ser tão rígida, mas quem segue, tem todo direito de fazer isso!

Agora, há erros que cometemos e que são deixados de lado. Parecem menores... Nem parecem erros...

Nos esquecemos que o Senhor não vê como no padrão humano onde há erros mais graves que outros. Para o Senhor, erro é erro; pecado é pecado! Por isso, somos chamados para a santidade desde as menores coisas até as maiores, pelo menos no padrão humano, pois diante do Senhor não há diferença entre erros! E temos que tomar cuidado, pois muitas vezes classificamos como errado algo que pode nem estar e temos como certo o que na verdade está errado! Assim, só buscando no Senhor teremos discernimento para entender cada uma das coisas e de fato poderemos viver de tal modo que possamos dizer que somos cristãos. Ou devemos mudar de título ou de atitude! Não dá pra se dizer cristão e seguir o erro. E não apenas o que parece errado aos olhos humanos, mas o que de fato se nos apresenta como erro!

Forte abraço.
Em Cristo,
Ricardo, pastor

Esta meditação foi enviada em 01/12/10 por e-mail.