Oração: Deus provê nossas necessidades

29/10/2010

 

Coletânea de Ilustrações, Natanael de Barros Almeida, Edições Vida Nova


Leia Marcos 6.37-44
Durante Seu ministério terrestre, Jesus concedeu paz às cansadas almas humanas. "Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou", afirmou o Salvador (Jo 11.27). Através dos séculos, a paz de Cristo, qual rio de águas vivificantes, tem manado para a vida de incontáveis pessoas salvas do pecado.

Chegou essa paz, certo dia, a um peregrino hindu, quando este lia um folheto evangelístico sob o título: Como Alcançar um Coração Puro. "Afinal", disse ele a seu companheiro de viagem no trem, "encontrei em Cristo o que há muitos anos, em vão, tenho procurado em santuários e em boas obras." Ainda hoje, as palavras de Cristo incutem paz aos corações turbados, como o faziam dois mil anos atrás.

"Dai-lhe vós mesmos de comer" (Mc 6.37), instruiu Jesus aos discípulos, quando a multidão faminta O comprimia. E "os que comeram dos pães eram quase cinco mil homens" (v.44).

Certa viúva chegara ao final de seus parcos recursos. Quando inclinou a fronte, junto à mesa do jantar, não o fez para agradecer o pão, mas para pedir ao providente Cristo que lhe enviasse alimento. Estava ainda orando, quando uma vizinha chegou á porta segurando uma porção de alimentos para a família necessitada. Observamos assim, que o poder de Cristo para prover, não diminui através dos tempos.

Forte abraço.
Em Cristo,
Ricardo, pastor

 

Esta meditação foi enviada em 29/10/10 por e-mail.