O testemunho de Paulo em Antioquia

07/09/2010


Atos dos Apóstolos 13.16-41

16 Então, Paulo se levantou e, pedindo silêncio com a mão, disse: Varões israelitas e os que temeis a Deus, ouvi:
17 O Deus deste povo de Israel escolheu a nossos pais, e exaltou o povo, sendo eles estrangeiros na terra do Egito, de onde os tirou com braço poderoso,
18 e suportou-lhes os maus costumes no deserto por espaço de quase quarenta anos;
19 e, havendo destruído as sete nações na terra de Canaã, deu-lhes o território delas por herança durante cerca de quatrocentos e cinquenta anos.
20 Depois disto, deu-lhes juízes até o profeta Samuel.
21 Então, pediram um rei e Deus lhes deu por quarenta anos a Saul, filho de Quis, varão da tribo de Benjamim.
22 E tendo deposto a este, levantou-lhes como rei a Davi, ao qual também, dando testemunho, disse: Achei a Davi, filho de Jessé, homem segundo o meu coração, que fará toda a minha vontade.
23 Da descendência deste, conforme a promessa, trouxe Deus a Israel um Salvador, Jesus;
24 havendo João, antes do aparecimento dele, pregado a todo o povo de Israel o batismo de arrependimento.
25 Mas João, quando completava a carreira, dizia: Quem pensais vós que eu sou? Eu não sou o Cristo, mas eis que após mim vem aquele a quem não sou digno de desatar as alparcas dos pés.
26 Irmãos, filhos da estirpe de Abraão, e os que dentre vós temem a Deus, a nós é enviada a palavra desta salvação.
27 Pois, os que habitam em Jerusalém e as suas autoridades, porquanto não conheceram a este Jesus, condenando-o, cumpriram as mesmas palavras dos profetas que se ouvem ler todos os sábados.
28 E, se bem que não achassem nele nenhuma causa de morte, pediram a Pilatos que ele fosse morto.
29 Quando haviam cumprido todas as coisas que dele estavam escritas, tirando-o do madeiro, o puseram na sepultura;
30 mas Deus o ressuscitou dentre os mortos;
31 e ele foi visto durante muitos dias por aqueles que com ele subiram da Galiléia a Jerusalém, os quais agora são suas testemunhas para com o povo.
32 E nós vos anunciamos as boas novas da promessa, feita aos pais,
33 a qual Deus nos tem cumprido, a nós, filhos deles, levantando a Jesus, como também está escrito no salmo segundo: Tu és meu Filho, hoje te gerei.
34 E no tocante a que o ressuscitou dentre os mortos para nunca mais tornar à corrupção, falou Deus assim: Dar-vos-ei as santas e fiéis bênçãos de Davi;
35 pelo que ainda em outro salmo diz: Não permitirás que o teu Santo veja a corrupção.
36 Porque Davi, na verdade, havendo servido a sua própria geração pela vontade de Deus, dormiu e foi depositado junto a seus pais e experimentou corrupção.
37 Mas aquele a quem Deus ressuscitou nenhuma corrupção experimentou.
38 Seja-vos, pois, notório, varões, que por este se vos anuncia a remissão dos pecados.
39 E de todas as coisas de que não pudestes ser justificados pela lei de Moisés, por ele é justificado todo o que crê.
40 Cuidai, pois, que não venha sobre vós o que está dito nos profetas:
41 Vede, ó desprezadores, admirai-vos e desaparecei; porque realizo uma obra em vossos dias, obra em que de modo algum crereis, se alguém vo-la contar.


Paulo mostra conhecimento da história. Muitos acham que não é importante conhecer os eventos históricos. Mas, ainda que sejam os eventos que a Bíblia relata, sempre é importante conhecer a história. E eu prefiro conhecer muito mais que apenas os relatos Bíblicos, porque sempre há momentos que a história Bíblica, tão debochada e desacreditada, é confirmada por estudiosos da história e por escavações arqueológicas. Quantas vezes a própria ciência, tentando se afastar de Deus, acabou confirmando algo que a Bíblia já tinha dito! Então, recomendo sim o conhecimento da história, para fazer as ligações dos fatos, como aconteceu com Paulo neste momento.

Principalmente por estar em contato com a história que a própria Bíblia revela, Paulo ainda cita textos Bíblicos que comprovavam o cumprimento de profecias! Por conhecer esses textos,  por ter estudado e ter revlação do Espírito Santo, Paulo pode falar com propriedade sobre o cumprimento das Escrituras. Mais uma vez: é importante conhecer a Bíblia, conhecer as profecias, porque se não conhecer, as pessoas podem tentar dizer que muitas coisas que não estão na Bíblia podem estar! Só conhecendo para saber se está mesmo, como entender e cofrontar!

Paulo, mais que conhecer a história e as Escrituras, dá um testemunho. Isso porque Jesus mudou a vida dele. Logo, ele fala como quem conhece o que estava profetizado e fala como quem vive a profecia em sua vida. Sabe que a salvação que fora profetizada tinha seu cumprimento em Jesus e ele mesmo foi salvo! Assim, fica a dica: conhecer a história, conhecer as Escrituras e falar do que vive! Aliado ao entendimento de que devemos buscar a vontade do Senhor e deixar o Espírito Santo agir em nós e através de nós!

Forte abraço.
Em Cristo,
Ricardo, pastor

Esta meditação foi enviada em 07/09/10 por e-mail.