Somos chamados para testemunhar

01/09/2010


1 Tessalonicenses
1.2-10

2 Sempre damos graças a Deus por vós todos, fazendo menção de vós em nossas orações,
3 lembrando-nos sem cessar da vossa obra de fé, do vosso trabalho de amor e da vossa firmeza de esperança em nosso Senhor Jesus Cristo, diante de nosso Deus e Pai,
4 conhecendo, irmãos, amados de Deus, a vossa eleição;
5 porque o nosso evangelho não foi a vós somente em palavras, mas também em poder, no Espírito Santo e em plena convicção, como bem sabeis quais fomos entre vós por amor de vós.
6 E vós vos tornastes imitadores nossos e do Senhor, tendo recebido a palavra em muita tribulação, com gozo do Espírito Santo.
7 De sorte que vos tornastes modelo para todos os crentes na Macedônia e na Acaia.
8 Porque, partindo de vós fez-se ouvir a palavra do Senhor, não somente na Macedônia e na Acaia, mas também em todos os lugares a vossa fé para com Deus se divulgou, de tal maneira que não temos necessidade de falar coisa alguma;
9 porque eles mesmos anunciam de nós qual a entrada que tivemos entre vós, e como vos convertestes dos ídolos a Deus, para servirdes ao Deus vivo e verdadeiro,
10 e esperardes dos céus a seu Filho, a quem ele ressuscitou dentre os mortos, a saber, Jesus, que nos livra da ira vindoura.


Paulo está comentando sobre a qualidade de alguns irmãos na fé. E no versículo 7 diz sobre "tornar modelo". E a partir disso, muitas pessoas puderam ouvir o Evangelho!

Muito mais que um modelo na pregação, temos que ser um modelo na vida. Mais que acreditar e falar para as outra pessoas, precisamos viver, ser modelo dessa pregação! Muitos se preocupam em levar o Evangelho e falar para muitas pessoas. Isso é importante, claro. Mas muito mais que as palavras que vamos dizer, nossa forma de agir e viver deve falar mais alto. O testemunho de vida precisa impactar mais do que as palavras que dizemos.

Porque se apenas dizemos as coisas, mas não vivemos, podemos agir apenas como papagaios, que ouviram algo, aprenderam o discurso e passamos a repetir. Não somos chamados para apenas falar o que é o certo. Mas somos chamados para falar tanto com nossas palavras como com nossas atitudes de vida.

Assim, que possamos sempre nos dispor para falar do Evangelho, aproveitando todas as oportunidades. Mas mais que apenas falar, que possamos testemunhar o Evangelho com nossa vida. Assim, em todos os momentos, iremos pregar, pois faremos isso ao falarmos e ao vivermos. Dirigindo, estudando, trabalhando, na diversão, enfim, em todos os momentos. Que possamos ser modelo para as pessoas, que possamos viver o Evangelho e pregar não apenas o que sabemos, mas o que vivemos!

Forte abraço.
Em Cristo,
Ricardo, pastor

Esta meditação foi enviada em 01/09/10 por e-mail.