Obstáculos à Adoração - 1

28/06/2010

 

Já escrevemos sobre a importância da adroação na vida do cristão, como viver essa vida de adorador, efeitos e os requisitos para isso. Hoje, começamos a escrever sobre os obstáculos à adoração:

1 - Atitude Incoerente - Mateus 6.24: "Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar a um e amar o outro, ou há de dedicar-se a um e desprezar o outro. Não podeis servir a Deus e às riquezas". A coerência é parte integrante da vida de um adorador. Não quer dizer que temos que ser "bitolados" em nossa esperiência cristã, mas a nossa atitude diante de qualquer situação ou em qualquer momento da vida deve ser coerente com a vida de um adorador. Caso em alguns momentos tenhamos uma atitude e em outros tenhamos outra, fica complicado experimentar a verdadeira adoração. Na escola, no passeio, na praia, em casa, vendo um jogo... em qualquer momento, nossa atitude deve ser coerente com a vida cristã, porque se não for, perdemos a chance de aprofundar na adoração.

2 - Falso Ritualismo - Não adianta nada ter boa aparência ou ser feito com boas intenções apenas! Se não é algo fruto de uma experiência real, profunda, verdadeira, não está no caminho da adoração. Não será adoração se você levanta as mãos ou fecha os olhos porque todo mundo faz! Não adianta fazer o que parece bom ou certo! Fazer apenas por fazer, ainda que não seja apenas para mostrar para os outros ou para fingir algo, mas fazer apenas porque todo mundo faz, não nos leva para o caminho da adoração.

3 - Rotina - Mais que fazer porque todo mundo faz, a rotina é fazer como experiência repetida e não buscando novidade do Senhor a cada novo momento. Mesmo que façamos algo que já fizemos várias vezes, não devemos permitir que a rotina nos afaste da possibilidade de receber algo novo do Senhor. A misericórdia se renova a cada manhã. Cada dia é um dia feito pelo Senhor e devemos nos alegrar a cada dia. Ao conseguirmos até mesmo manter a repetição de algumas situações, mas conseguindo ver a novidade cada vez, mesmo que seja tudo igual aparentemente, conseguimos ampliar a visão de vida de adoração. Mas fazer apenas porque se acostumou nos afasta disso!

4 - Amor ao mundo - Não quer dizer que não podemos passear, nos divertir e afins. Escrevi lá no começo sobre não ser "bitolado", nesse caso, quer dizer que não devemos apenas realizar tarefas puramente ligadas ao trabalho evangelístico e da igreja. Mas em todas as atividades que desempenhamos, devemos manter a coerência com o ensinamento Bíblico. No trânsito, no passeio, vendo um jogo, e em tantos outros momentos! Mas algumas pessoas se apegam a essas coisas mais do que se apegam ao desenvolvimento da carreira cristã. Amar mais as coisas do mundo é ir na contra-mão da vida de um adorador. Se você é capaz de deixar as coisas do Senhor por qualquer outra atividade, pense onde está o seu coração.O ideal, então, é viver todas as experiências, mas sempre tomando cuidado para viver a vontade do Senhor.

Na semana que vem, permitindo o Senhor, iremos continuar esse assunto.

Forte abraço.
Em Cristo,
Ricardo, pastor

 

Esta meditação foi enviada em 28/06/10 por e-mail.