Qual a razão?

07/06/2010

 

Qual a razão principal das reuniões nas Igrejas? Por que vamos todos (ou quase todos) os domingos? O que vamos fazer lá?

Acredito que muitos, com muita simplicidade, responderiam espontaneamente: "Ouvir o sermão do pregador". Outros, para participar do momento de louvor, para ter comunhão com os irmãos... Talvez obtivéssemos as mais variadas respostas caso nos aventurássemos a fazer as perguntas do início desta meditação.

O que poucos sabem é que a resposta está na Bíblia! Precisamos conhecer a informação sobre o propósito de Deus para o homem: Ser criado para o louvor da Sua glória (Efésios 1.6). E, diante desse conhecimento, precisamos apresentar a Deus um culto racional (Romanos 12.1).

Será que sem conhecer o propósito de Deus para nós conseguimos agir da melhor maneira ao participar nos cultos? Queremos receber algo, no sermão, no momento de louvor, na interação com outras pessoas, em oração... mas não levamos em conta que devemos nos apresentar a Deus! Queremos que Deus se apresente a nós através da oração, leitura bíblica, mensagem, músicas apresentadas e hinos que cantamos!

Entendo que Deus pode se utilizar de todas essas formas para falar aos corações. E claro que isso também vale para o fato que Ele pode nos mostrar algo para tomarmos determinadas atitudes. Mas entendo que o que Ele realmente quer é que NOS APRESENTEMOS, para que, OFEREÇAMOS LOUVOR e não, simplesmente, para que RECEBAMOS ALGO.

Ao longo de anos de uma teologia da prosperidade, a influência do materialismo, existencialismo e de outras filosofias e afins, que recebemos da modernidade (e não podemos negar que andam influenciando exageradamente as Igrejas e pregações, muitas vezes até mesmo buscando confirmações Bíblicas para o que não é, de fato, Bíblico, mas ainda assim enganando pessoas a pensarem que é), afastaram dos momentos de adoração e CONTEMPLAÇÃO. Parece que "perdemos tempo" e muitas outras coisas se fizermos isso! Esta era anteriormente praticada, com frequência, no meio do povo judeu, no período bíblico.

É tempo de resgatar a verdadeira adoração. Deus espera de nós uma maior intimidade com Ele, através do louvor.

Forte abraço.
Em Cristo,
Ricardo, pastor

 

Esta meditação foi enviada em 07/06/10 por e-mail.