Salmo 128

03/06/2010

 

1 Bem-aventurado todo aquele que teme ao Senhor e anda nos seus caminhos.
2 Pois comerás do trabalho das tuas mãos; feliz serás, e te irá bem.
3 A tua mulher será como a videira frutífera, no interior da tua casa; os teus filhos, como plantas de oliveira, ao redor da tua mesa.
4 Eis que assim será abençoado o homem que teme ao Senhor.
5 De Sião o Senhor te abençoará; verás a prosperidade de Jerusalém por todos os dias da tua vida,
6 e verás os filhos de teus filhos. A paz seja sobre Israel.

Os salmos de 120 até 134 são conhecidos como "cântico dos degraus" ou "cântico de romagem" (depende da tradução da Bíblia que você utilize). Todos tratam de vários assuntos da religiosidade, de forma rápida, para auxiliar na memorização, possivelmente. Seria uma espécie de "livro menor", "resumo", com os detalhes importantes, para que fossem facilmente lembrados. Ou ainda um "hinário", "cancioneiro", "livro com canções", pois entende-se que eram realmente cantados, principalmente quando o povo ia de caminho para Jerusalém, para o sacrifício ou festas. E durante a caminhada, continuavam "estudando" e meditando na Palavra através dessas porções. Também poderiam ser utilizados durante os afazeres diários, com a mesma disposição.

O salmo 128 mostra que a vida de acordo com a vontade do Senhor vale a pena para o tempo presente e não apenas para esperar pelo "celeste por vir". Há reflexos tanto para o trabalho, como no lar e na sociedade. Viver de acordo com a vontade do Senhor permite viver bênçãos maravilhosas, algo que muitos buscam, vivem em parte, ou não vivem. Mas quem busca o Senhor, experimenta essas bênçãos. Não quer dizer que não enfrenta problemas, mas que conta com o apoio e cuidado do Senhor para enfrentar! E tem suporte em outras esferas da vida para ter de onde tirar forças.

Quando o trabalho é realizado debaixo do temor do Senhor, ele prospera. Mas isso não quer dizer ter prosperidade como muitos querem (ter muito). A prosperidade é ter o suficiente e necessário. Podemos ter mais e não há mal nisso! Mas temos a responsabilidade de distribuir mais também, claro! A vida em família mostra também sinal de prosperidade. Não quer dizer que não há problemas! Quer dizer que há compreensão e e apoio. Um cuida do outro. Pai, mãe, filhos, e muitos outros queridos e queridas, até indo para a próxima geração! Podemos confiar quando vivemos debaixo da vontade do Senhor que iremos viver o melhor de Deus e no meio das dificuldades, teremos Dele mesmo a força e a direção. Claro, teremos que agir, mas basta seguir o que orienta o Senhor.

Forte abraço.
Em Cristo,
Ricardo, pastor

Esta meditação foi enviada em 03/06/10 por e-mail.