Ministrando ao Senhor - O que é adoração?

03/05/2010

 

Isaías 6.1

1 No ano em que morreu o rei Uzias, eu vi o Senhor assentado sobre um alto e sublime trono, e as orlas do seu manto enchiam o templo.

O termo adoração deriva da palavra em latim adorare, que significa ‘falar com’, num sentido constante e contínuo – em todo tempo. Também podemos dizer que significa ‘Ter comunhão com’.

O dicionário Aurélio define adorar (e podemos, assim, tirar os atributos de ser adorador) como: ‘render culto; reverenciar, venerar; amar extremosamente; gostar muitíssimo de’.

Quando partimos para a Bíblia, vemos que a adoração está associada com a idéia de culto, de reverência, veneração, por aquilo que Deus é (Santo, Justo, Criador, Amoroso, Soberano, Misericordioso etc.), ou seja, a adoração deve existir independente do que Deus faz, fez ou fará. Deus é digno de receber nossa adoração simplesmente porque Ele é.

Como adorare significa ‘ter comunhão com’, adoração implica em algumas atitudes:

· amizade: ser amigo de Deus – conhecimento, intimidade obtida através da leitura da Bíblia e da Oração e fazendo a Sua vontade – João 15.14;

· santidade: a sua busca, lutando para derrotar o pecado em sua vida - Isaías 6.5; preocupação ao ponto de perguntar em cada atitude: ‘em meus passos, o que faria Jesus?’, colocando Deus no centro das preocupações;

· aprender a agradar: só se pode agradar alguém conhecendo o seu coração, e só se aprende a agradar a Deus, conhecendo Seu coração e Sua Palavra. O desejo de Deus para o adorador é capacitá-lo a entender o que é agradável ao Seu coração. É importante lembrar que não se aprende a adorar a Deus da noite para o dia! Por isso, em suas orações diárias, o adorador deve constantemente pedir que Deus se deixe revelar, e Ele certamente o fará;

· doação: completa doação da vida do adorador para Deus. O adorador tem a obrigação de se dedicar inteiramente a Deus, doando tempo para o serviço de Deus e principalmente para Deus. Isso não quer dizer deixar outros afazeres! Alguns acabam fazendo, é fato. Mas em cada atividade ou em cada situação na vida, vivemos como adoradores.

Há porém, um conceito muito importante sobre a adoração, que o próprio Jesus nos ensina em João 14.6: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida; ninguém vem ao pai senão por mim”. Ou seja: não existe outra maneira de entrarmos na presença de Deus senão através de Jesus. Desta forma, a adoração torna-se um privilégio somente para aqueles que aceitaram a Jesus e Nele creram. Estes não apenas louvam, mas adoram, porque são filhos e conhecem o Pai.

Forte abraço.
Em Cristo,
Ricardo, pastor

 

Esta meditação foi enviada em 03/05/10 por e-mail.