Salmo 119.145-152

04/03/2010

 

145 Clamo de todo o meu coração; atende-me, Senhor! Eu guardarei os teus estatutos.
146 A ti clamo; salva-me, para que guarde os teus testemunhos.
147 Antecipo-me à alva da manhã e clamo; aguardo com esperança as tuas palavras.
148 Os meus olhos se antecipam às vigílias da noite, para que eu medite na tua palavra.
149 Ouve a minha voz, segundo a tua benignidade; vivifica-me, ó Senhor, segundo a tua justiça.
150 Aproximam-se os que me perseguem maliciosamente; andam afastados da tua lei.
151 Tu estás perto, Senhor, e todos os teus mandamentos são verdade.
152 Há muito sei eu dos teus testemunhos que os fundaste para sempre.


Este trecho refere-se a 19ª letra do alfabeto hebraico -
ק - "kofe".

O salmista declara nesta parte do salmo sua confiança em que o Senhor ouve o seu clamor. Ele declara que faz esse clamor em vários momentos, que confia nos testemunhos do Senhor, que sabe que o Senhor vai ouvir porque Ele mesmo deixa claro que o faz! E se o salmista não confiasse que o Senhor iria ouvir o seu clamor, ele não faria. Como o faz e ainda declara confiança na Palavra, fica claro que ele acredita que o Senhor ouve o seu clamor.

Ele quer guardar os testemunhos do Senhor. Quer viver de acordo com a Sua palavra em cada momento de sua vida. Assim, nos mostra que apenas estudar e conhecer ainda não é o suficiente. É necessário, importante e devemos fazer, mas devemos clamar para que o próprio Senhor nos salve a cada momento, para que possamos manter esse testemunho. Afinal, há muitas coisas que podemos fazer que vão contra esse testemunho. Mesmo aquelas que são tidas como certas pela sociedade e por pessoas ao nosso redor, pois se não for a vontade do Senhor para nós, estaremos no erro. Devemos sempre buscar a vontade do Senhor para o nosso viver e não apenas o que parece certo. Afinal, mesmo que seja certo, se não for a vontade do Senhor para nós, será certo para outro, mas estaremos no erro se fizermos! Precisamos da orientação do Senhor a todo momento para fazer o certo em nossa vida e agradar o querer Dele sempre. Logo, que Ele mesmo nos salve de fazermos algo que seja contrário ao Seu querer para nós!

Fazendo a vontade do Senhor, confiando que Ele mesmo nos dará a direção e agindo, então, conforme o Seu querer, podemos confiar na manifestação do Senhor em nosso viver. Podemos aguardar o que Ele mesmo declara em Sua palavra, que não muda. Ele age de acordo com o que Ele mesmo declarou e não de acordo com o que pessoas interpretam. Por isso, precisamos ter a "sintonia fina" para ouvir do Senhor e anunciar a Sua vontade e não o que queremos que seja a vontade do Senhor. E confiar na manifestação dessa vontade de Deus em nosso viver, pois Ele fará!

Forte abraço.
Em Cristo,
Ricardo, pastor

Esta meditação foi enviada em 04/03/10 por e-mail.