Somos chamados para conhecer ao Senhor

24/02/2010

 

Oséias 6.3a

Conheçamos e prossigamos em conhecer ao Senhor.

Oséias significa "salvação" ou "libertação" Esse profeta foi escolhido por Deus para levar a mensagem ao povo através do seu casamento com uma mulher que seria infiel. Não há complicações quanto a autoria deste livro, já que o conteúdo profético é de Oséias e, no máximo, alguém escreveu o que aconteceu na vida desse profeta. Mas, no mundo antigo, se uma pessoa escrevesse falando em nome de outra, a autoria era atribuída a essa pessoa e não ao próprio escritor. Portanto, se Oséias não efetuou a escrita, não é possível em princípio chegar a quem escreveu de fato. Mas levando-se em conta essa tradição antiga, o autor é, de fato, Oséias, pois o texto trata especificamente de sua profecia. Não é um apanhado de histórias diversas de diversas pessoas que demandaria um autor específico, e sim parte da história e a profecia desse profeta.

Sua vida foi um chamado e um testemunho. Ele experimentou na carne, no seu dia a dia, o que deveria pregar e, assim, sua vida era sua pregação, fundamentava sua profecia. Ele experimentou na pele algo que servia para exemplificar a experiência de vida do povo em relação a Deus e Suas promessas. Era necessário que o profeta tivesse uma vida no altar do Senhor para que, ao experimentar a dor, a chateação, pudesse continuar firme na vontade do Senhor e mais que isso, pronto para anunciar a vontade de Deus.

Acredito que Oséias conseguiu viver isso porque conhecia ao Senhor. Mais que isso, ele não deixou que esse conhecimento ficasse como algo adquirido no tempo. Incentivava que conheçamos ao Senhor, mas prossigamos em conhecer. Isso quer dizer que não podemos simplesmente nos dar por satisfeitos nessa busca. Não é porque sabemos algo do Senhor, temos experiências e vivência nas coisas da Palavra, que já podemos nos dar por vencidos nessa busca por conhecer ao Senhor. Quanto mais buscamos, mais conhecemos! Mais Ele se dá a conhecer. Logo, não podemos parar no tempo achando que já sabemos muita coisa. No caso da busca do Senhor, devemos seguir continuamente e a cada dia continuar buscando, como se estivéssemos começando agora. Não porque perdemos a experiência anterior, mas porque temos o desejo renovado, querendo conhecer mais, sentir mais, de buscar mais mesmo!

Como no chamado "primeiro amor", que parece que temos fôlego espiritual para tudo, temos que continuar buscando ao Senhor. As tristezas da caminhada não podem nos desanimar nessa busca. Elas acontecem com qualquer pessoa. Mas a forma como seguimos diante das tristezas é que nos dá a chance de mudar a história. Não tê-las, é quase impossível! Mas ficar nelas, é opção, pode ter certeza. Não importa quão difícil esteja, o quanto você olhe pro lado e não veja solução. Agarre-se na fé, na certeza de que o Senhor pode mudar e deixe Ele mesmo dar orientação e força para enfrentar o momento. Não sou do tipo que recomenda negar a tristeza. Se precisar chorar, chore! Desabafe! Mas não dê mais importância para a tristeza do que ela realmente merece.

Quando conhecemos ao Senhor, entendemos isso. A tristeza pode estar presente, mas a certeza do cuidado do Senhor é maior que a tristeza. Ainda que haja choro, sabemos que o Senhor está ao nosso lado. Conhecer ao Senhor nos dá a certeza do que Ele é e faz. E prosseguir conhecendo nos dá a certeza de que vale a pena busca ao Senhor sempre. Em vez de ficarmos parados no tempo, em experiências do passado, seguimos com novas experiências a cada dia. As do passado, nos dão o tom para buscarmos a cada dia as novas. Isso é conhecer (ter as experiências) e prosseguir conhecendo (ter novas). Pode ter certeza que vale a pena. E, muitas vezes, aprendemos coisas novas até mesmo em assuntos que achamos que já tínhamos entendido! O Senhor se revela mais e podemos aprofundar no conhecimento. Conheça e prossiga conhecendo ao Senhor!


Forte abraço.
Em Cristo,
Ricardo, pastor

Esta meditação foi enviada em 24/02/10 por e-mail.