Somos chamados para Falar da Graça

27/01/2010

 

Jeremias 3.1

Eles dizem: Se um homem despedir sua mulher, e ela se desligar dele, e se ajuntar a outro homem, porventura tornará ele mais para ela? Não se poluiria de todo aquela terra? Ora, tu te maculaste com muitos amantes; mas ainda assim, torna para mim, diz o Senhor.

O livro do Profeta Jeremias trata muito a respeito de erros do Povo Escolhido e da busca do Senhor pelo ajuste, quer seja por mudança, ou como foi, por conta de um tempo de exílio. Jeremias anunciou a necessidade de se fazer a vontade do Senhor. Houve momentos em que ele foi consultado pelo povo para saber o que deveriam fazer e ainda assim, depois de ouvir, mesmo depois de alguns acontecimentos já mostrando que sua profecia se confirmava, o povo não deu atenção. Buscaram orientação com o profeta sobre o que fazer e mesmo assim, não seguiram!

Mesmo no meio de tantos erros, o Senhor ainda queria corrigir o povo e ter um relacionamento sério com esse povo. Deu sinais, levantou profetas e até mesmo o tempo de exílio foi para que houvesse um acerto do povo com Deus. É claro que quando há erro, deve ser denunciado. Quando há continuidade no erro, devemos alertar. Mas como o próprio Senhor, não podemos "rotular" as pessoas como "perdidas" em definitivo, como quem "não tem mais jeito". O que o Senhor espera é que haja mudança, haja correção e vida séria diante da Sua vontade e Ele irá agir para que as pessoas sintam esse desejo.

Jeremias foi nessa direção. Ele precisava dizer que algo estava errado, alertar para o que iria acontecer e para o porquê de tais acontecimentos. Não era apenas uma condenação diante de um erro. Ia além: era também um tempo de ajuste diante das coisas do Senhor. Era necessário enfrentar as dificuldades para reconhecer a necessidade de se fazer a vontade do Senhor.

Muitas vezes as pessoas ficam na fase da condenação. Mas o Senhor não age dessa forma: Ele nos chama à mudança de vida todo o tempo. Não anula o erro e se for necessário enfrentar algo para reconhecer o caminho errado, iremos enfrentar. Ou ainda, podemos até passar por dificuldades apenas para dar testemunho do cuidado do Senhor que irá trazer a solução. Mas pensando no caso do texto de Jeremias, mesmo que haja erro, o que devemos anunciar é a necessidade de ajuste, de correção e a realidade de que o Senhor nos espera, arrependidos e transformados, para viver de acordo com a vontade Dele. A graça do Senhor vai além da questão de nossas observações e vontades. Talvez, se fôssemos nós a decidir quem merecia algo, muitos poderiam se perder. Mas não nos cabe o direito ou a capacidade dessa decisão. Vamos anunciar que a vontade do Senhor deve ser buscada e respeitada. Vamos anunciar a Graça do Senhor, que nos acolhe, mesmo com nossos erros, e nos chama ao arrependimento e a uma vida de acordo com a vontade Dele. E deixemos o Senhor completar a obra.


Forte abraço.
Em Cristo,
Ricardo, pastor

Esta meditação foi enviada em 27/01/10 por e-mail.