Comunidade

10/11/2009


Atos dos Apóstolos 2.42-47

42 E perseveravam na doutrina dos apóstolos e na comunhão, no partir do pão e nas orações.
43 Em cada alma havia temor e muitos prodígios e sinais eram feitos pelos apóstolos.
44 Todos os que criam estavam unidos e tinham tudo em comum.
45 E vendiam suas propriedades e bens e os repartiam por todos, segundo a necessidade de cada um.
46 E, perseverando unânimes todos os dias no templo, e partindo o pão em casa, comiam com alegria e singeleza de coração,
47 louvando a Deus, e caindo na graça de todo o povo. E cada dia acrescentava-lhes o Senhor os que iam sendo salvos.

A Igreja reunida! Pessoas que buscaram o batismo e que queriam conhecer mais da vontade do Senhor. Faziam suas reuniões de busca de conhecimento e unidade. Buscavam em quem tinha autoridade para ensinar, os apóstolos, que ensinavam não de seus próprios entendimentos ou sua simples interpretação, mas o que era realmente a instrução do Senhor. De maneira simples. Muitos hoje em dia acham que tem que ter muitas coisas e deixam de lado o que realmente é importante: buscar conhecer a vontade de Deus, buscar comunhão com os irmãos, deixar o Espírito Santo operar e viver a mudança de Deus a cada dia! Aí, sem isso, muitos precisam de outros "atrativos", mas não conseguem viver o que diz o texto desta meditação.

O temor vai além do medo. Até passa por ele, mas é mais que ter medo. Só medo, nos leva a uma ditadura, por exemplo. Mas o temor nos leva ao respeito, à admiração. E esse temor é o que nos leva a buscar ao Senhor, a querer mais e mais de Sua manifestação. E, claro, nos leva a uma vida de santidade, pois a manifestação do Senhor sem a santidade, pode nos trazer problemas! Mas quando buscamos a santidade, queremos sempre mais e mais do Senhor. Não a santidade de padrões externos e sociais apenas, mas a santidade da busca da vontade do Senhor, deixando de lado o próprio querer, ainda que pareça bom e mesmo que não pareça errado. Fazer a vontade do Senhor é ir além de fazer o certo: é obedecer!

Será que conseguimos ter tudo em comum hoje em dia? Um projeto que o Compartilhando Na Web divulga e recomenda é o "Quem tem JESUS merece muito mais". Visa diminuir a diferença social que há entre pessoas que, muitas vezes, choram juntas na igreja, são abençoadas, atendem ao apelo, se abraçam e cantam juntas. Mas, na hora de ir embora, parece que cada um vive num mundo diferente, com dificuldades diferentes (ou facilidades diferentes!). Além disso, prevê a volta da Igreja como Cabeça do processo social. Em vez das coisas continuarem "entrando na igreja", a igreja é que vai mostrar o melhor caminho, a melhor solução. Recomendo a visita ao site do projeto - www.quemtemjesusmerecemuitomais.net - e ouça o trecho da mensagem que tem no site, mensagem de Pr. Sezar Cavalcanti. E, claro, se quiser saber como participar do projeto, como ele pode fazer diferença para você, seus familiares, amigos e irmãos na fé, basta entrar em contato através do próprio site do projeto e informe que soube do projeto pelo Portal Evangélico Compartilhando Na Web.

É perfeitamente possível viver com tudo em comum. E dar testemunho que nos preocupamos muito mais que apenas com a eternidade. É claro que esperamos por isso, queremos viver com o Senhor, e já vivemos desde hoje como se fosse naqueles dias, ainda com limitações, mas já buscamos isso. E quando vivemos assim, como diz o texto, pessoas vão querer saber o que temos de diferente! Ainda mais apoiando questões sociais, mostrando que a igreja quer realmente atuar. Isso mostra ainda mais testemunho, pois mostra que não somos "alienados" como muitos pensam, acreditando que só buscamos na questão espiritual. Mas quando vamos além, temos a vida no altar do Senhor e buscamos a santidade, queremos viver em unidade com os irmãos, e ainda buscamos ajudar uns aos outros, para que ninguém sinta falta de nada, isso causa um impacto gigantesco na sociedade. Mostra que queremos viver como nos dias de Jesus, quando o povo tinha fome de Palavra (espiritual) e de pão, e Jesus fazia o milagre, satisfazendo o povo. Ele não se preocupou apenas com a fome da Palavra, mas com a fome no corpo das pessoas! Com a questão social (na ressurreição do filho da viúva de Naim), entre tantas outras situações. Que façamos nossa diferença, mostrando a busca espiritual, mas que tenhamos o olhar para a necessidade do dia a dia, ajudando pessoas a viverem como diz o texto de hoje "com tudo em comum", para que possamos ver as comunidades crescendo a cada dia, pois assim "o Senhor vai acrescentar a cada dia os que vão sendo salvos".
 

Forte abraço.
Em Cristo,
Ricardo, pastor

Esta meditação foi enviada em 10/11/09 por e-mail.