Somos chamados para a vitória

28/10/2009

 

Salmo 108

1 Firme está o meu coração, ó Deus; cantarei, sim, cantarei louvores, com toda a minha alma.
2 Despertai, saltério e harpa; eu mesmo despertarei a aurora.
3 Louvar-te-ei entre os povos, Senhor, cantar-te-ei louvores entre as nações.
4 Pois grande, acima dos céus, é a tua benignidade, e a tua verdade ultrapassa as mais altas nuvens.
5 Sê exaltado, ó Deus, acima dos céus, e seja a tua glória acima de toda a terra!
6 Para que sejam livres os teus amados, salva-nos com a tua destra e ouve-nos.
7 Deus falou no seu santuário: Eu me regozijarei; repartirei Siquém, e medirei o vale de Sucote.
8 Meu é Gileade, meu é Manassés; também Efraim é o meu capacete; Judá o meu cetro.
9 Moabe a minha bacia de lavar; sobre Edom lançarei o meu sapato; sobre a Filístia bradarei em triunfo.
10 Quem me conduzirá à cidade fortificada? Quem me guiará até Edom?
11 Porventura não nos rejeitaste, ó Deus? Não sais, ó Deus, com os nossos exércitos.
12 Dá-nos auxílio contra o adversário, pois vão é o socorro da parte do homem.
13 Em Deus faremos proezas; porque é ele quem calcará aos pés os nossos inimigos.


Neste salmo (que já tivemos a oportunidade de comentar em meditação anterior que é uma composição que une partes de salmo 57 e do salmo 60, ambos atribuídos a Davi, sendo que termina com uma mensagem de fé, de esperança, de vitória), o salmista fala sobre a misericórdia, a benignidade do Senhor. Está acima dos céus. Seria uma forma de dizer que está além do tempo, além do espaço. Não depende de lugares ou de tempos. É como o Senhor - de eternidade a eternidade. Reconhecer o Senhor, a Sua revelação, nos liberta de nossas situações específicas. Se o Senhor tem Sua misericórdia na eternidade, nós podemos confiar Nele e aguardar o melhor, quando buscamos por Sua vontade!

Nem mesmo inimigos podem com o poder e a soberania do Senhor. Talvez causem tristeza, chateação, mágoa, mas isso é momentâneo. Quando confiamos no Senhor, até mesmo quem se levanta contra terá que admitir o Senhorio de Deus. Sua soberania não depende do reconhecimento de alguém. Ele é soberano! Quando reconhecemos, passamos a fazer parte dos que podem contar com o Senhor e confiar no agir Dele, aguardando sempre o melhor! E até mesmo quem se levanta contra, acabará agindo para glorificar o Senhor, porque se tentarem o mal contra quem segue o querer de Deus, Ele irá transformar em bênção!

Na angústia, podemos confiar. Temos vitória ou a força para enfrentar as dificuldades. E não em nossa força ou em nosso entendimento, mas em Deus faremos proezas! Quando buscamos a vontade do Senhor, vemos o agir de Deus em nós e através de nós e realmente podemos fazer proezas. Até o que parece impossível, as pessoas verão acontecer, seguindo debaixo da vontade do Senhor! Confie e viva debaixo da misericórdia de Deus e experimente sempre o Seu agir!


Forte abraço.
Em Cristo,
Ricardo, pastor

Esta meditação foi enviada em 28/10/09 por e-mail.