Somos chamados para clamar e confiar

09/09/2009

 

Salmo 70

1 Apressa-te, ó Deus, em me livrar; Senhor, apressa-te em socorrer-me.
2 Fiquem envergonhados e confundidos os que procuram tirar-me a vida; tornem atrás e confundam-se os que me desejam o mal.
3 Sejam cobertos de vergonha os que dizem: Bem-feito! Bem-feito!
4 Folguem e alegrem-se em ti todos os que te buscam; e aqueles que amam a tua salvação digam continuamente: engrandecido seja Deus.
5 Eu, porém, estou aflito e necessitado; apressa-te em me valer, ó Deus. Tu és o meu amparo e o meu libertador; Senhor, não te detenhas.


Vemos o salmista Davi preocupado e sofrendo. Esse é mais um salmo de súplica, de apresentação de problema e de confirmação da fé de que o Senhor pode mudar a história. Assim, o salmista nos mostra que diante da angústia, em vez de nos entregarmos a tristeza ou duvidar de mudanças, devemos apresentar nossa inquietação diante de Deus, clamar, e mais que isso, confiar no agir do Senhor!

Como este salmo é atribuído ao Rei Davi, lembramos que além de notarmos o que Davi passou, por exemplo, quando fugiu de Jerusalém por conta da rebelião de seu filho, Absalão, podemos notar o que pode acontecer conosco. Não esqueçamos o que Jesus passou! Afinal, Ele sofreu por nossos pecados, Ele que não tinha pecado. Ele sofreu injustiça para que pudéssemos ser justificados. Nós deveríamos enfrentar o que Ele enfrentou, mas Ele o fez em nosso lugar. Por Graça, somos alcançados com a justificação, pela fé!

Davi espera pelo socorro divino. Está em crise, e sabe em Quem pode confiar para a solução dessa crise. Clama, inclusive, pela condenação de quem o persegue. Sabe do cuidado do Senhor sobre sua vida e sabe também que quem busca o mal e não se arrepende, enfrenta muitos problemas, ainda que pareça que está bem.

Mais do que esperar que quem faz coisas erradas tenha que enfrentar problemas por seus erros, Davi invoca a manifestação divina sobre a vida daqueles que seguem a vontade de Deus. Espera a manifestação de cuidado, apoio, amor, para que, claro, sirva de consolo no meio do problema e sirva de testemunho de solução do problema, quando isso acontecer. Quer que quem segue ao Senhor possa, de fato, se alegrar por ter sua confiança no Senhor.
Davi declara sua confiança na intervenção do Senhor. Da mesma, forma, não devemos esperar ajuda simplesmente das pessoas. Que seja o Senhor a tocar corações! Que seja o Senhor a realizar, ainda que usando pessoas ou situações. Porque se seres humanos atuarem apenas, sem o toque do Senhor, no futuro podemos esperar cobranças. Mas do Senhor, esperamos a misericórdia! Por isso, diante de problemas, clame ao Senhor e confie, pois Dele virá a resposta.

Forte abraço.
Em Cristo,
Ricardo, pastor

Esta meditação foi enviada em 09/09/09 por e-mail.