Atos dos Apóstolos

25/08/2009

 

Durante alguns meses, escrevemos sobre Esdras e Neemias nas terças-feiras. Isso quase todas as terças, desde 13 de novembro de 2007! Quase dois anos escrevendo sobre esses dois livros muito importantes no Antigo Testamento, que mostram o retorno para as coisas de Deus, depois do Exílio. Reconstruir, buscar entendimento e capacitação, realizar a vontade de Deus, mesmo quando as situações parecem indicar que não será possível fazer!

Vamos escrever agora sobre um livro muito importante no Novo Testamento, o livro de Atos dos Apóstolos. Ou seria melhor chamar de "Atos do Espírito Santo através do Apóstolos"? O que nos importa neste momento é reconhecer o agir de Deus na história, através de pessoas que se apresentaram para realizar a vontade Dele.

Muitos acham difícil viver o que a Igreja viveu em Atos. Outros, querem de maneira fervorosa tal experiência. Há ainda os que vivem de fato muitas coisas descritas nesse livro, e outros que pensam viver, mas que estão muito distante da realidade ali apresentada e vivem de ilusões ou, em alguns casos, até de mentiras. O que sei é que é possível viver a experiência da Igreja nascente em Atos. É possível ter tudo em comum, é possível ver e viver milagres, ver conversões que pareciam impossíveis, entre tantas coisas que Atos dos Apóstolos nos mostra. Mas é necessário pagar o preço de viver a vontade de Deus, deixando de lado a própria vontade! E já escrevi em outras oportunidades: fazer a vontade de Deus não é apenas fazer o que parece certo! Além de fazer o que é realmente certo, temos que fazer de acordo com a vontade de Deus mesmo. Não adianta apenas parecer certo, mas deve ser o que realmente Deus quer para nós.

Escrevendo de forma introdutória ao livro de Atos, ele é uma sequência da vida de Cristo nos Evangelhos, agora através dos discípulos e novos convertidos, registrando a disseminação do cristianismo de Jerusalém até Roma. É o início da Grande Comissão de Jesus pra formar discípulos de todas as nações (Mateus 28.18-20; Lucas 24.46-49).

Atos 1.8 é a chave do livro. Esse versículo prediz o derramamento do Espírito Santo. Em geral, Atos relaciona a expansão do cristianismo passo a passo para o oeste, desde a Palestina até a Itália.
 
Depois da morte de Estevão (7.60-8.1), a perseguição espalhou-se contra a igreja, e os crentes se dispersaram (8-12). Durante esse período da história, ocorreu a conversão de Saulo (cap 9), um acontecimento de tamanha importância que Lucas inclui três longas descrições sobre o assunto (caps 9; 22; 26).

A maior seção de Atos enfoca o desenvolvimento e expansão do ministério gentio comandado por Paulo e seus colaboradores (13.28). O livro termina de forma abrupta, pois tudo indicava que Lucas tinha atualizado o assunto, e não havia mais o que escrever.

Nas próximas semanas, vamos seguir comentando sobre o Livro de Atos do Apóstolos, um livro de história, um livro de fé, um livro de edificação. Seguiremos as subdivisões do próprio texto em Português, escrevendo sobre o livro todo. E veremos como vale a pena fazer a vontade de Deus e experimentar o melhor do Senhor em nossa vida!

Forte abraço.
Em Cristo,
Ricardo, pastor

Esta meditação foi enviada em 25/08/09 por e-mail.