Faça opção pela vontade de Deus

04/08/2009

 

Neemias 13.23-29

15 Naqueles dias, vi em Judá homens que pisavam lugares no sábado, e traziam molhos, que carregavam sobre jumentos; vi também vinho, uvas e figos, e toda sorte de cargas, que eles traziam a Jerusalém no dia de sábado; e protestei contra eles quanto ao dia em que estavam vendendo mantimentos.
16 E em Jerusalém habitavam homens de Tiro, os quais traziam peixes e toda sorte de mercadorias, que vendiam no sábado aos filhos de Judá, e em Jerusalém.
17 Então, contendi com os nobres de Judá, e lhes disse: Que mal é este que fazeis, profanando o dia de sábado?
18 Porventura não fizeram vossos pais assim, e não trouxe nosso Deus todo este mal sobre nós e sobre esta cidade? Contudo, vós ainda aumentais a ira sobre Israel, profanando o sábado.
19 E sucedeu que, ao começar a fazer-se escuro nas portas de Jerusalém, antes do sábado, eu ordenei que elas fossem fechadas, e mandei que não as abrissem até passar o sábado e pus às portas alguns de meus moços, para que nenhuma carga entrasse no dia de sábado.
20 Então, os negociantes e os vendedores de toda sorte de mercadorias passaram a noite fora de Jerusalém, uma ou duas vezes.
21 Protestei, pois, contra eles, dizendo-lhes: Por que passais a noite defronte do muro? Se outra vez o fizerdes, hei de lançar mão em vós. Daquele tempo em diante não vieram no sábado.
22 Também ordenei aos levitas que se purificassem e viessem guardar as portas, para santificar o sábado. Nisso também, Deus meu, lembra-te de mim, e perdoa-me segundo a abundância da tua misericórdia.


Neemias nota que o povo, que trabalhou na reconstrução, estava desejoso por realizar a vontade do Senhor, que num primeiro momento teve medo diante do que faziam e do que deveria ser feito, mas logo foram chamados ao entendimento que o chamado para fazer a vontade do Senhor era para a bênção e não para a tristeza, agora está se acostumando com o dia a dia. Parece algo comum em nossa vida: num primeiro momento, parece que as coisas falam alto, temos entendimentos e vontades, desejos e compromissos. Mas, de acordo com o passar dos dias, parece que caímos na rotina e muitas vezes, em vez da rotina ser fazer o certo, acabamos nos desviando do melhor caminho.

No caso acima, o povo já não estava observando a Lei no que diz respeito ao sábado. Tanto internamente, como fazendo acordo com outras pessoas. Havia uma falha e Neemias se preocupa em colocar ela em ordem.

Como tem sido sua vida? Não pergunto sobre a questão do Dia do Senhor apenas (já que desde a lei havia uma direção apontando como profecia para Jesus e a alteração desse dia), como é a questão do texto acima. Mas pergunto no todo: com tem sido? Como você tem vivido as coisas do Senhor? Já se "acostumou" com o dia a dia e acaba se desviando sem notar (ou até notando, mas tentando achar muitas explicações) ou ainda arde em seu peito a chama da sinceridade por fazer a vontade de Deus? Muitas vezes, com nossas explicações, nos afastamos da vontade do Senhor, mesmo que pareça para nós e para os outros que estamos fazendo o certo! Quando o caminho é completamente errado, fica mais fácil de notar! Mas... e quando parece certo, mesmo estando errado? Temos que fugir também! Não devemos fazer o que parece certo para as outras pessoas, mas o que é a vontade de Deus para nós!

Nem sempre Jesus agiu como a "sociedade" esperava. E sabemos que Ele não pecou! Logo, como no texto acima, veja o que está errado em sua vida em relação à vontade do Senhor. Busque conhecer o querer Dele e dê testemunho de fazer a vontade Dele, e não de fazer o que os outros acham certo ou melhor. Mesmo que pareça melhor! Faça a opção por fazer a vontade de Deus! Dê testemunho de cumprir o querer Dele, deixando de lado qualquer coisa que esteja errada e buscando conhecer o Senhor e Sua vontade. Mais que conhecer, agir e dar testemunho dessa atuação. Mesmo que alguns achem estranho num primeiro momento, se você estiver fazendo a vontade de Deus, logo seu testemunho irá mostrar isso. Faça a opção pela vontade de Deus!

Forte abraço.
Em Cristo,
Ricardo, pastor

Esta meditação foi enviada em 04/08/09 por e-mail.