Restauração

28/07/2009

 

Neemias 13.10-14

10 Também soube que os quinhões dos levitas não se lhes davam, de maneira que os levitas e os cantores, que faziam o serviço, tinham fugido cada um para o seu campo.
11 Então, contendi com os magistrados e disse: Por que se abandonou a casa de Deus? Eu, pois, ajuntei os levitas e os cantores e os restaurei no seu posto.
12 Então, todo o Judá trouxe para os celeiros os dízimos dos cereais, do mosto e do azeite.
13 E por tesoureiros pus sobre os celeiros Selemias, o sacerdote, e Zadoque, o escrivão, e Pedaías, dentre os levitas, e como ajudante deles Hanã, filho de Zacur, filho de Matanias, porque foram achados fiéis; e se lhes encarregou de fazerem a distribuição entre seus irmãos.
14 Por isto, Deus meu, lembra-te de mim, e não risques as beneficências que eu tenho feito para a casa do meu Deus e para o serviço dela.


Muitas vezes deixamos de lado as coisas da obra. Deixamos de contribuir financeiramente, com nosso tempo, dedicação, ideias e o que mais podemos oferecer para o desenvolvimento da obra. Sempre achamos que Deus vai levantar alguém. E vai mesmo! Só não se esqueça de uma coisa: você é alguém! Deus pode querer levantar você para a obra! Mesmo que outras pessoas pareçam mais dedicadas, com mais condições e capacitações, ainda assim, Deus pode levantar você para o trabalho. E não podemos deixar de cuidar disso.

No texto de nossa meditação, os levitas tinham sido separados para a obra e a lei tinha previsão de como eles seriam sustentados, para que não tivessem que se preocupar como os outros com o sustento. A provisão de funcionamento do Templo tinha previsão do sustento para os levitas, para que eles pudessem ficar dedicados ao trabalho. Mas como a observação do que deveria ser dado ao Templo (e que iria também para o sustento dos levitas) não estava sendo cumprida, eles tinham que buscar o sustento! Muitos tinham famílias e precisavam cuidar delas! Mas, sem que as pessoas cumprissem com o que a Lei definia para o sustento do Templo, não tinha como manter pessoas o tempo todo voltadas para o cuidado do Templo. Eles tinham que ir atrás do sustento!

Neemias nota tal situação e recoloca as coisas em ordem. Ele já tinha colocado isso em ordem, mas quando teve que ir ver o rei, alguma coisa saiu dos eixos. Parece que muitas pessoas apenas se motivam com a presença de outras. Sabe... se o teu compromisso não te motivar, se a tua vontade de buscar teus sonhos, de fazer a vontade de Deus, de alcançar o que você quer, não te motivar, não importa se você terá uma pessoa ou uma boa ministração. A motivação tem que partir de você mesmo! Afinal, quem tem os "motivos" para partir para a "ação" (motivo + ação) é você. O que acontece externamente pode te ajudar, mas não vai te moldar. Se a motivação não partir de você, não importa se há algum tipo de "motivação" externa. Essa, pode impactar e ajudar por um tempo, mas não vai resolver. O compromisso tem que partir de você. E quando pensamos nas coisas de Deus, o seu compromisso é com realizar a vontade de Deus.

Depois que tudo foi restabelecido, Neemias coloca as coisas em ordem novamente. Esse compromisso deve ser o nosso: devemos realizar a vontade do Senhor, suprir a obra com nosso testemunho, tempo, dedicação, presença e financeiramente. No Projeto "Quem tem JESUS merece muito mais" (www.quemtemjesusmerecemuitomais.net) temos mais uma forma de ampliar nossos recebimentos e ainda investir mais na obra. Mesmo que não venhamos a dar nossa contribuição pessoalmente, o projeto permite que comunidades e pessoas comprometidas com o Evangelho tenham uma parte em ofertas. Por isso o Compartilhando Na Web apoia esse projeto: podemos investir mais pessoalmente, mas mesmo que descuidemos, haverá investimento na obra! Agora, atuando nesse projeto ou de outra forma, não descuide do investimento na obra do Senhor. Esse envolvimento de tempo e financeiro é importante para o desenvolvimento do chamado de Deus para nós e para que Ele possa agir através de nós e de outras pessoas para alcançar tantos que ainda carecem conhecer o amor de Deus! Faça sua parte e colabore sempre com a obra do Senhor! Valorize aqueles que deixam de lado outras buscas por sustento para priorizar o trabalho na obra. Ou aqueles que dividem o seu tempo, mas que dedicam sempre o máximo para a obra. Valorize e aproveite todas as oportunidades para investir sempre mais e melhor na obra do Senhor!

Forte abraço.
Em Cristo,
Ricardo, pastor

Esta meditação foi enviada em 28/07/09 por e-mail.