Purificação

21/07/2009

 

Neemias 13.4-9

4 Ora, antes disto Eliasibe, sacerdote, encarregado das câmaras da casa de nosso Deus, se aparentara com Tobias,
5 e lhe fizera uma câmara grande, onde dantes se recolhiam as ofertas de cereais, o incenso, os utensílios, os dízimos dos cereais, do mosto e do azeite, que eram dados por ordenança aos levitas, aos cantores e aos porteiros, como também as ofertas alçadas para os sacerdotes.
6 Mas durante todo este tempo não estava eu em Jerusalém, porque no ano trinta e dois de Artaxerxes, rei da Babilônia, fui ter com o rei; mas a cabo de alguns dias pedi licença ao rei,
7 e vim a Jerusalém; e soube do mal que Eliasibe fizera em servir a Tobias, preparando-lhe uma câmara nos átrios da casa de Deus.
8 Isso muito me desagradou; pelo que lancei todos os móveis da casa de Tobias fora da câmara.
9 Então, por minha ordem purificaram as câmaras; e tornei a trazer para ali os utensílios da casa de Deus, juntamente com as ofertas de cereais e o incenso.


Neste texto vemos alguém que não deveria ter seu espaço na Casa de Deus tendo um espaço muito interessante. Era o espaço de guardar muitas coisas importantes que havia sido cedido para alguém que antes até tinha se levantado contra a obra (cf. Neemias 2.19, por exemplo). Neemias tinha voltado para prestar contas ao rei, obedecendo que deveria voltar, e durante esse tempo fora o sacerdote acabou fazendo algo ruim. E alguém que tinha se levantado contra a obra do Templo e dos Muros da cidade de Jerusalém, agora tinha seu espaço especial e o pior: "desalojando" o que era importante no Templo.

Muitas vezes fazemos isso em nossa vida. Pensamos fazer o melhor, mas acabamos deixando de lado o que de fato é bom (a vontade do Senhor) para dar mais espaço para o que não tem importância de fato. Parece importante (no texto, vemos que o sacerdote estava cuidando de sua família, pois ele agora era parente de Tobias), mas o mais importante é saber e fazer a vontade de Deus. Damos importância para o que as pessoas vão pensar e deixamos de lado o que realmente importa: o que Deus pensa sobre o assunto.

A melhor forma de dar testemunho é sendo sincero. Não adianta nada agirmos com aparência de quem faz o certo, quando na verdade não estamos sendo sinceros. Só a aparência pode deixar pessoas contentes, mas você não estará e Deus muito menos. O mais importante é fazer o certo, fazer a vontade de Deus, e não o que as pessoas acham que é o certo, o melhor. Não podemos perder de vista que a vontade do Senhor é boa, perfeita e agradável! Mesmo quem achar que é estranho, verá a manifestação de Deus quando você fizer o certo e seu testemunho será muito mais decisivo. Tirar de nossa vida as coisas erradas e seguir a vontade do Senhor é o melhor que podemos fazer.

Neemias volta e "bota Tobias pra correr". Purifica as câmaras e recoloca em ordem as coisas. Se na sua vida há algo ainda contrário à vontade do Senhor, é hora de corrigir. Deixe de lado qualquer aparência de acerto, deixe de lado o erro, e busque ao Senhor. O que está errado mesmo, é mais fácil colocar em ordem, porque fica claro o erro. Mas cuidado com aquelas coisas que parecem certas. Busque ao Senhor e tenha certeza que você está fazendo o certo. Não tema o que as pessoas poderão pensar. O que devemos temer é o não realizar a vontade de Deus. E ao realizarmos a vontade de Deus, Sua bênção será marcante em nossa vida. Mesmo nas dificuldades, teremos o toque e o cuidado do Senhor. Esse testemunho, de quem serve a vontade do Senhor, é mais importante que apenas as aparências. Faça a vontade do Senhor! Se houver o que deve ser limpado em sua vida, faça isso! E viva a vontade de Deus, dando testemunho de servo que obedece e confia.

Forte abraço.
Em Cristo,
Ricardo, pastor

Esta meditação foi enviada em 21/07/09 por e-mail.