Felicidade às mamães

10/05/2009

 

Extraído do site ICRVB.com

Autoria Desconhecida (se você conhece o autor, pode entrar em contato)

"Homenagem às Mães"
Felicidades para todas as mães, todos os dias.

Certa vez perguntaram a uma mãe qual era o seu filho preferido, aquele que ela mais amava. Ela, deixando entrever um sorriso, respondeu: Nada é mais volúvel que um coração de mãe.
E, como mãe, lhe respondo: O filho preferido, aquele a quem me dedico de corpo e alma, é o filho doente, até que sare.

O que partiu, até que volte.
O que está cansado até que descanse.
O que está com fome, até que se alimente.
O que está com sede, até que beba.

O que está estudando, até que aprenda.
O que está sem roupa, até que se vista.
O que não trabalha, até que se empregue.
O que namora, até que se case.

O que casa, até que conviva.
O que é pai, até que crie.
O que prometeu, até que cumpra.
O que chora, até que se cale.

E já com o semblante bem distante daquele sorriso, completou: O que já me deixou, até que o reencontre.

 

Forte abraço.
Em Cristo,
Marcos Vinícius

 

Esta meditação foi enviada em 10/05/09 por e-mail.