Salmo 81

03/07/2008

 

Exortação a louvor e obediência
Ao mestre de canto. Segundo a melodia
"Os lagares". Salmo de Asafe

1 Cantai alegremente a Deus, nossa fortaleza; erguei alegres vozes ao Deus de Jacó.
2 Entoai um salmo e fazei soar o adufe, a suave harpa e o saltério.
3 Tocai a trombeta pela lua nova, pela lua cheia, no dia da nossa festa.
4 Pois isso é um estatuto para Israel, é uma ordenança do Deus de Jacó.
5 Ordenou-o por decreto em José, quando saiu contra a terra do Egito. Ouvi uma voz que não conhecia, dizendo:
6 Livrei da carga o seu ombro; as suas mãos ficaram livres dos cestos.
7 Na angústia clamaste e te livrei; respondi-te no lugar oculto dos trovões; provei-te junto às águas de Meribá.
8 Ouve-me, povo meu, e eu te admoestarei; ó Israel, se me escutasses!
9 Não haverá em ti deus estranho, nem te prostrarás ante um deus estrangeiro.
10 Eu sou o Senhor, teu Deus, que te tirei da terra do Egito; abre bem a tua boca, e eu a encherei.
11 Mas o meu povo não ouviu a minha voz, e Israel não me quis.
12 Pelo que eu os entreguei à obstinação dos seus corações, para que andassem segundo os seus próprios conselhos.
13 Oxalá me escutasse o meu povo! Oxalá Israel andasse nos meus caminhos!
14 Em breve eu abateria os seus inimigos, e voltaria a minha mão contra os seus adversários.
15 Os que odeiam ao Senhor o adulariam, e a sorte deles seria eterna.
16 E eu te sustentaria com o trigo mais fino; e com o mel saído da rocha eu te saciaria.


Este é mais um salmo atribuído a Asafe.

O salmo mostra claramente o amor do Senhor por seu povo. Lembra dos estatutos, de que o povo não deveria ter outro deus, deveria ouvir a voz do Senhor. Mas constata que o povo não fez exatamente isso. O Senhor quer que o Seu povo ande nos Seus caminhos. Espera por isso. E deixa claro que caso isso ocorra, o povo terá saciada sua fome, terá o verdadeiro suprimento, que vem da parte do Senhor.

Nossa experiência de louvor não pode ficar restrita aos cânticos que entoamos! Deve começar por isso! Abrimos nossa boca, sem timidez, para exaltar ao Senhor. Para o ouvido humano, há qualidades vocais que chamam a atenção. Pode ser que ao nosso ouvido, alguém cante totalmente desafinado! Mas o Senhor não está procurando apenas quem cante afinado! Ele espera o louvor que brotem de lábios que demonstrem com a vida a expressão de seu cântico. Para o nosso ouvido humano, o timbre, a afinação podem parecer muito importantes! Mas para os ouvidos do Senhor, o que é importante é uma vida dedicada no altar!

Sei que será difícil vermos ministrando o louvor, chamando a igreja para o momento de louvor, de adoração, através de cânticos, alguém que não tenha o mínimo de afinação. Podemos estudar para melhorar, o Senhor dá essa capacitação para muitos. Mas, do ponto de vista de Deus, o melhor louvor não é só aquele que as notas estão em ordem, que a afinação está linda, que os acordes de cada instrumento se une de forma a parecer apenas um. Do ponto de vista de Deus, o melhor louvor é dedicado por quem tem vida de compromisso com Sua palavra. Podemos entender que o ideal é unir os dois: afinação e compromisso. Mas, do ponto de vista de Deus, o principal é o compromisso.

O salmo trata de vida. O povo sabia o que deveria fazer para obedecer ao Senhor. Sabia o que receberia com essa obediência. Mas o salmo mostra que o povo está longe disso e chama o mesmo povo ao arrependimento, para voltar ao Senhor.

Isso nos mostra claramente que muito mais preocupado com aparência (havia festas que o povo observava, tinha momento de celebrações, de ofertas e sacrifícios), Deus espera compromisso. Muitos se preocupam com "usos e costumes", mas não aprofundam na verdadeira intimidade com Deus. Muitos se preocupam com o que pode ou não pode, e deixam de buscar com fervor a vontade de Deus. Muitos querem atitude: não cortar o cabelo de um certo jeito, jogar fora determinados livros ou cds, não fazer tal coisa, não ter tal aparelho em casa..., mas, mesmo observado tudo isso, muitas vezes não experimentaram verdadeira intimidade com o Senhor.

Se você se preocupar com atitudes externas que possam mostrar suas qualidades cristãs, ou que possam identificar claramente para as pessoas que você é diferente, pode ser que você deixe de agradar ao Senhor. Antes de se preocupar com atitudes externas, o Senhor nos chama a um compromisso, a uma experiência que passa por uma mudança no coração. Aí, muito mais que se preocupar com atitudes externas, teremos atitudes que darão testemunho de nossa experiência, naturalmente.

Isso quer dizer que não devemos nos preocupar com a forma que vamos agir. Desde que, claro, tenhamos uma vida diante do altar do Senhor. Se buscarmos a Sua vontade, vamos ter atitudes que nos diferenciam como cristãos naturalmente. Não teremos que nos preocupar com atitudes externas. Teremos TESTEMUNHO! Será natural, se buscarmos ao Senhor e Sua vontade, termos atitudes diferenciadas. Não por nos preocupar que temos que agir diferente! Mas porque o Espírito Santo nos levará a agir diferente.

 

Forte abraço.
Em Cristo,
Ricardo, pastor

Esta meditação foi enviada em 03/07/08 por e-mail.