O amor do Senhor

14/05/2008

 

Pelo que Jacó chamou ao lugar Peniel, dizendo: Porque tenho visto Deus face a face, e a minha vida foi preservada. - Gênesis 32.30

No texto citado, vemos a observação de Jacó após sua luta e depois de ser abençoado. Ele vivia um momento de crise, de inquietação: estava voltado para casa, depois de muitos anos longe. E quando foi embora, foi por medo de perder a vida, uma vez que tinha vivido os episódios da bênção da primogenitura e seu irmão, Esaú, estava muito chateado com ele.

Depois de muitos anos longe, resolve que é hora de voltar. Independente dos acontecimentos, ele tinha sido abençoado e estava com muitas posses. Mas ainda temia por sua vida, claro! O reencontro com seu irmão poderia ser seu último suspiro!

No meio dessa crise, voltando para casa, no caminho, ele se acha no vau de Jaboque, onde tem sua luta. Uma luta com alguém que ele nem sabia quem era! Queria saber o nome. Mas antes de saber o nome, ele queria ser abençoado. Isso mostra que sua crise maior era realmente a necessidade de se sentir seguro. A luta mostrou que ele era capaz de se defender e até vencer. Mas ele queria ser abençoado!

Muitas vezes estamos como Jacó: em crise diante de situações, brigando com tudo e com todos, mas esperando apenas uma bênção! Fugimos e voltamos, mas queremos ser abençoados. Esperamos a mudança de situação, queremos ver nosso caminho o mais em ordem possível, sem crises!

Da mesma forma como aconteceu com Jacó, podemos esperar do Senhor o alento no meio da crise. Ele irá fazer algo para nos dar força, para nos mostrar que podemos seguir em frente e contar com Sua bênção. As crises serão sanadas. Basta seguirmos Sua vontade e teremos grandes experiências, as dificuldades serão superadas! Como com Jacó, que levou tempo, pode demorar! Mas o Senhor irá se revelar a nós e nos mostrar que Ele está no controle, está observando o que acontece conosco, não nos deixou sozinhos! No meio da angústia de Jacó, Deus mostrou que estava cuidando de tudo! Uma luta serviu para mostrar que ele iria batalhar, teria dificuldades (saiu mancando), mas que sairia abençoado! Teria vitória!

Como aconteceu com Jacó, quando temos uma experiência com o Senhor, não saímos da mesma forma que entramos. Algo muda! Jacó saiu mancando e com estratégias para o encontro com o irmão, Esaú. Nós também podemos viver isso: vamos sair diferentes do que entramos antes do contato com o Senhor, com Sua vontade e vamos seguir para a vitória!

Deus se aproxima de Jacó para mostrar que ele pode lutar e ainda assim ser abençoado. Que ele não precisa esperar que não tenha lutas, mas que ele pode enfrentar essas lutas e ser abençoado. Desse encontro, Jacó saiu mancando, saiu diferente.

Deus se aproxima de você e de mim para nos mostrar que mesmo no meio das dificuldades podemos experimentar a bênção Dele! Dessa aproximação, teremos mudanças em nossa vida. Mas as marcas deixadas serão para nos lembrar que Ele está no controle e cuidado de nós. Afinal, estaremos abençoados!

 

Forte abraço.
Em Cristo,
Ricardo, pastor

Esta meditação foi enviada em 14/05/08 por e-mail.