Palavras Quebradas

02/05/2008

 

L. Roberto Silvado

Recessão econômica inevitavelmente gera aumento de desemprego. E quanto maior o percentual de pessoas sem trabalho, maiores são os problemas sociais que enfrentamos. O consumo de álcool e drogas aumenta. A violência doméstica aumenta. Aumenta o numero de crimes. Parece que algumas pessoas não conseguem ficar longe de dificuldades quando tem tempo livre em suas mãos.

O mesmo princípio se aplica ao nosso falar. Jesus nos alertou sobre "toda palavra inútil" que falássemos. A palavra inútil significa literalmente "palavra quebrada". Quando a nossa língua está "quebrada" - sem ser usada para propósitos construtivos e úteis - nós temos mais chances de envolver-nos em problemas, temos a tendência de dizer coisas que são desrespeitosas, maldosas, cruéis e imorais. Tudo isto porque não temos nada construtivo para falar. Porque será que não ficamos com a boca fechada quando não temos algo positivo para dizer?

Avisos quanto à má utilização das palavras são inúmeros na Bíblia: "Quanto mais você fala, mais perto está de pecar", "Quem espalha mexericos não tem juízo", "Ninguém pode confiar no que eles dizem, pois só querem destruir. Mentem e enganam sem parar e fazem ameaças de violência e morte", etc.

Se mantivermos o nosso falar positivo, construtivo e íntegro, receberemos a benção de Deus para aqueles que tem palavras brandas. Nossa língua não estará "quebrada", mas funcionando para fazer a vida melhor para todos que estão ao nosso redor. "A palavra branda acalma o furor, mas a palavra dura aumenta a raiva." diz a Bíblia.

Você tem falado muitas "palavras quebradas" ultimamente? O não ter o que dizer tem levado você a falar o que não precisava ser dito? O que você acha de pedir a ajuda de Deus para falar apenas o que anima, estimula constrói e encoraja as outras pessoas? Certamente Deus vai lhe ajudar neste projeto de vida!

"Se você não quer se meter em dificuldades, tome cuidado com o que diz"
Bíblia, livro de Provérbios, capítulo 21, verso 23

 

Forte abraço.
Em Cristo,
Ricardo, pastor

Esta meditação foi enviada em 02/05/08 por e-mail.