Comentário devocional do Apocalipse

28/11/2007

 

Apocalipse 20.11-15

11 E vi um grande trono branco e o que estava assentado sobre ele, de cuja presença fugiram a terra e o céu; e não foi achado lugar para eles.
12 E vi os mortos, grandes e pequenos, em pé diante do trono; e abriram-se uns livros; e abriu-se outro livro, que é o da Vida; e os mortos foram julgados pelas coisas que estavam escritas nos livros, segundo as suas obras.
13 O mar entregou os mortos que nele havia; e a morte e o além entregaram os mortos que neles havia; e foram julgados, cada um segundo as suas obras.
14 E a morte e o inferno foram lançados no lago de fogo. Esta é a segunda morte, o lago de fogo.
15 E todo aquele que não foi achado inscrito no livro da vida, foi lançado no lago de fogo.

Esse é um texto que poucos se atrevem a falar alguma coisa, mas alguns dos que falam parecem brigar com o que o texto diz. Nossa ideia aqui é apenas uma meditação, mas há alguns pontos que não podemos negar no momento que escrevemos sobre essa passagem das Escrituras Sagradas.

O texto fala do trono branco e sobre Quem está sentado nele, além de mencionar que os mortos comparecem diante desse trono. Esses mortos são aqueles que não participaram da primeira ressurreição, que permaneceram mortos durante o reinado milenar e também aqueles que, quando o inimigo foi solto e saiu seduzindo nações, foram queimados com o fogo que desceu do céu, relatado no texto da semana passada.

Certa vez eu comecei um sermão em uma das igrejas por onde passei dizendo sobre uma frase que muitos dizem estar errada e outros dizem estar certa: "Todos os caminhos levam a Deus". Quando eu disse no começo do sermão que essa frase está certa, brincamos depois do sermão que já havia quem quisesse ligar pra bispo ou até pra alguma instituição médica, pois o pastor parecia ter enlouquecido!

Aí, depois de dizer que a frase estava certa, deixei claro que todos deveriam prestar atenção e usar isso no futuro, quando alguém usasse essa frase. Lemos o texto que hoje é objetivo dessa meditação.

Quem participou da primeira ressurreição (escrevo no passado por me referir ao texto que meditamos e no momento do texto, já será passado, mas ainda aguardamos para o futuro, claro), está eternamente com o Senhor, logo soube o caminho que o levou para Deus - Jesus! Quem não participou da primeira ressurreição ou não teve seu corpo transformado no arrebatamento (para corpo incorruptível), aguardou esse momento do trono branco, momento descrito no texto de hoje.

O Senhor está nesse trono. O fato de terra e céu fugirem de Sua presença pode nos remeter ao que logo será descrito no Apocalipse: Novo céu e nova terra. O reinado milenar de Cristo é nesta terra. Talvez bem alterada por conta dos eventos finais (como terremotos, por exemplo), mas ainda nesta terra, já que ainda há quem continue vivo com a vida que levamos ainda hoje, na carne, sem transformação de corpo, como escrevemos na semana passada. Mas depois que esse período for completado, os eventos seguintes nos remetem ao final deste mundo de fato, para chegarmos ao novo céu e nova terra, já sem morte. A morte só é lançada no lago de fogo depois do reinado milenar (vemos isso no texto de hoje).

E diante do trono branco comparecem todos os que não participaram da primeira ressurreição ou não participaram do arrebatamento. Comparecem também, assim, aqueles que morreram durante o reinado milenar ou naquele momento logo no final dele, quando o inimigo é solto.

Assim: Quem morreu no Senhor e participou da primeira ressurreição, ou participou do arrebatamento da Igreja, está com o Senhor. Jesus foi O caminho que os levou a Deus. E quem morreu em pecado ou até mesmo aqueles que nem mesmo tiveram acesso ao caminho que é Jesus, passam pelo trono branco. Logo, TODOS os caminhos levam até Deus. Agora, para passar a eternidade com Ele, o caminho é Jesus. Muitos chegarão até Deus vindos pelos mais variados caminhos, mas para permanecer com o Senhor, O caminho é Jesus. Todos os caminhos levam até Deus, mas a grande maiorida dos caminhos nos levam a Deus para a condenação e para a segunda morte: ser lançado no lago de fogo. Até Deus, todos os caminhos levam mesmo! Mas para ficar eternamente com Ele, o caminho que temos é Jesus.

Mas não podemos deixar ainda de comentar: há pregadores que afirmam que quem chega até este momento, isto é, quem chega ao trono branco, chega para a condenação. Os livros que são abertos de acordo com a visão do texto de hoje e o próprio livro da Vida, então, são livros em branco? Para quem está em Cristo, não há condenação, não é isso que a Bíblia diz? Por isso, esses participam da primeira ressurreição ou são arrebatados e não passam pela segunda morte, logo, já foram justificados e já reinaram com Cristo durante os mil anos antes do inimigo ser solto ainda por um período de tempo.

Quem vai para o trono branco são aqueles que serão julgados, que não passaram pelo tempo da Graça, que não foram justificados em Jesus e que ainda precisam ser julgados, para definir o seu caminho na eternidade. Há quem não teve a chance de aceitar a Jesus. Esse, então, estaria condenado? Vemos em Romanos 2.1-16 que há no coração segredos que Deus irá julgar. Paulo alerta que há quem pense estar salvo e que não está e que Deus fará o julgamento de acordo com o proceder do coração, mesmo que a pessoa tenha obedecido a lei de Deus até sem ter conhecimento. Logo, ainda podemos ter surpresas entre os que chegarem ao trono branco. Nos que estão em Cristo de fato, não há surpresas: não há condenação! Mas para quem está em Cristo apenas de aparência (quer dizer, não está realmente em Cristo, apenas parece estar), recomendo uma revisão de vida e atitude logo!

Entendo que os livros, e o livro da Vida, são livros que estão escritos sim. E a atitude daqueles que morreram sem a justificação em Cristo, mas que viveram de acordo com a vontade de Deus, mesmo sem ter tido chance de aceitar essa justificação, será julgada no momento de passar diante do trono branco (cito, como exemplo, muitos índios, mas há uma grande multidão que não teve durante anos a chance de aceitar o Evangelho, mas muitos ainda assim viveram de acordo com a vontade do Senhor - não sou eu quem abre essa possibilidade; é a própria Bíblia! E eu não sou conselheiro de Deus para dizer se isto está certo ou errado; Ele é sábio para decidir isso!). Aqueles que tiveram uma vida que, no julgamento, pode ser considerada íntegra, estarão no livro da Vida e não serão lançado no lago de fogo. Mas quem não tiver essa integridade e não estiver no livro da Vida, será lançado no lago de fogo.

Em Cristo, somos livres do julgamento. Sem Ele, temos que passar por julgamento. Em Cristo, temos a certeza da eternidade. Passando pelo julgamento, corremos o risco de não chegarmos lá. Chegar até Deus, todos chegarão! Mas para passar a eternidade com Ele, o caminho é Jesus, pois ter que passar pelo trono branco e correr riscos demais e desnecessários. E para nós, que já tivemos a chance de ouvir e aceitar sobre o Evangelho, já sabemos da graça e podemos aceitá-la ou não, a situação é mais complicada. Não dou resultado de julgamento, pois este irá acontecer no dia do trono branco. Mas sei, pelo que a Bíblia revela, que não devemos abusar e esperar até lá. Até porque, O caminho de volta pra Deus (não para CHEGAR ATÉ Ele, mas para VOLTAR PARA Ele) é Jesus.

Todos os caminhos nos dão a certeza que estaremos diante de Deus um dia. Mas Jesus é O caminho que nos dá a certeza da eternidade com Deus. Sem Ele, vamos para julgamento e a chance de passarmos a eternidade com o Senhor diminui. Existe, pois Deus fará o julgamento de acordo com Sua sabedoria, mas é arriscado chegar até lá, ainda mais porque já tivemos a chance de aceitar ou não a mensagem do Evangelho. Diante de Deus, todos um dia estaremos. Mas alguns, para a condenação e não para passar a eternidade com Ele. O que você quer? Vida ou Morte? Jesus nos leva para a Vida!

Maranata!
 

Forte abraço.
Em Cristo,
Ricardo, pastor

Esta meditação foi enviada em 28/11/07 por e-mail.