Comentário devocional do Apocalipse

24/10/2007

 

Apocalipse 19.11-21

11 E vi o céu aberto, e eis um cavalo branco; e o que estava montado nele chama-se Fiel e Verdadeiro; e julga a peleja com justiça.
12 Os seus olhos eram como chama de fogo; sobre a sua cabeça havia muitos diademas; e tinha um nome escrito, que ninguém sabia senão ele mesmo.
13 Estava vestido de um manto salpicado de sangue; e o nome pelo qual se chama é o Verbo de Deus.
14 Seguiam-no os exércitos que estão no céu, em cavalos brancos, e vestidos de linho fino, branco e puro.
15 Da sua boca saía uma espada afiada, para ferir com ela as nações; ele as regerá com vara de ferro; e ele mesmo é o que pisa o lagar do vinho do furor da ira do Deus Todo-Poderoso.
16 No manto, sobre a sua coxa, tem escrito o nome: Rei dos reis e Senhor dos senhores.
17 E vi um anjo em pé no sol; e clamou com grande voz, dizendo a todas as aves que voavam pelo meio do céu: Vinde, ajuntai-vos para a grande ceia de Deus,
18 para comerdes carnes de reis, carnes de comandantes, carnes de poderosos, carnes de cavalos e dos que neles montavam, sim, carnes de todos os homens, livres e escravos, pequenos e grandes.
19 E vi a besta, e os reis da terra, e os seus exércitos reunidos para fazerem guerra àquele que estava montado no cavalo e ao seu exército.
20 E a besta foi presa, e com ela o falso profeta que fizera diante dela os sinais com que enganou os que receberam o sinal da besta e os que adoraram a sua imagem. Estes dois foram lançados vivos no lago de fogo que arde com enxofre.
21 E os demais foram mortos pela espada que saía da boca daquele que estava montado no cavalo; e todas as aves se fartaram das carnes deles.


O texto mostra o Senhor Jesus voltando para a batalha final contra o Anti-Cristo e o Falso profeta, que inauguram o lago de fogo que arde com enxofre. Os que seguiram ao Anti-Cristo, os reis, os comandantes, grandes e pequenos, servos e livres, enfim, todos. Todos os que ainda estiverem vivos neste momento e que serviram ao Anti-Cristo, serão mortos na batalha. Tentarão pelejar contra Jesus, mas a derrota já está declarada. E as aves do céu terão um banquete naquele dia.

No capítulo 6, quando João vê o primeiro cavalo branco, muitos confundem aquele que está montado com Jesus. Escrevemos na época (meditação de 08/11/2006) que esse cavaleiro do primeiro cavalo branco é o próprio Anti-Cristo. Naquele momento, explicamos porque entendemos dessa forma.

Agora, no capítulo 19, vemos o Senhor Jesus voltando. Esse é o momento da volta com tantos sinais (principalmente os últimos anos da humanidade). Afinal, em um momento ele vem como um ladrão (no arrebatamento), quando ninguém esperar, e depois, aí sim, para a vitória final, volta com exército para a batalha e para a vitória, com muitos sinais.

O texto de hoje mostra exatamente essa volta, a que é antecedida de muitos sinais. Jesus falou aos discípulos que muitas coisas iriam acontecer mas que ainda não seria o fim, mas o princípio das dores (Mateus 24). Vivemos dias em que muitas das coisas estão acontecendo. E já faz algum tempo! Logo, vivemos esse período do princípio do fim. Isso é fato! Quanto tempo ainda vai demorar, eu realmente não sei. O que sei é que quando ninguém esperar, como nos dias de Noé, que as pessoas vão festejar, estudar, trabalhar, casar e o que mais se faz na humanidade e, sem aviso, acontecerá o arrebatamento e a definição histórica do Anti-Cristo que será chefe durante os últimos 7 anos da humanidade, com tantas catástrofes que vão acontecer, somado isso ao fato de que o Anti-Cristo será cruel. Vai parecer bom, mas será cruel. Depois desses últimos 7 anos, da última semana profética de Daniel, a cena será a que vemos no texto de hoje: a volta de Jesus para o novo começo!

Maranata!

 

Forte abraço.
Em Cristo,
Ricardo, pastor

Esta meditação foi enviada em 24/10/07 por e-mail.