Comentário devocional do Apocalipse

09/05/2007

 

Apocalipse.13.11-18

11 E vi subir da terra outra besta, e tinha dois chifres semelhantes aos de um cordeiro; e falava como o dragão.
12 E exerce todo o poder da primeira besta na sua presença, e faz que a terra e os que nela habitam adorem a primeira besta, cuja chaga mortal fora curada.
13 E faz grandes sinais, de maneira que até fogo faz descer do céu à terra, à vista dos homens.
14 E engana os que habitam na terra com sinais que lhe foi permitido que fizesse em presença da besta, dizendo aos que habitam na terra que fizessem uma imagem à besta que recebera a ferida da espada e vivia.
15 E foi-lhe concedido que desse espírito à imagem da besta, para que também a imagem da besta falasse, e fizesse que fossem mortos todos os que não adorassem a imagem da besta.
16 E faz que a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e servos, lhes seja posto um sinal na sua mão direita, ou nas suas testas,
17 Para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome.
18 Aqui há sabedoria. Aquele que tem entendimento, calcule o número da besta; porque é o número de um homem, e o seu número é seiscentos e sessenta e seis.

Na semana passada, quando escrevi sobre a parte inicial do capítulo que encerra hoje, esqueci de dar mais uma chave de interpretação: o texto fala que a besta emerge do mar. Isso quer dizer, normalmente, em linguagem profética, que a besta é aclamada por uma multidão. Normalmente, mar significa multidão.

No texto de hoje, especificamente, as pessoas normalmente se preocupam com o último versículo. Bom, vou começar por ele:

666 - 6 é um número que representa imperfeição na Bíblia, como 4 é provação, por exemplo. O número 6 repetido 3 vezes mostra que essa pessoa personifica a COMPLETA IMPERFEIÇÃO. Quando o 3 é usado, por exemplo, simboliza a Trindade. O 7, é a perfeição e o 12 (3x4) seria o número para representar a união da Trindade (Deus) no tempo de provação, algo que acontece com seres vivos. Por isso 12 patriarcas e 12 apóstolos, por exemplo, mostrando que houve uma intervenção clara naquele momento histórico da parte de Deus para realizar uma obra.

Essa besta que sobe da terra, tudo nos leva a entender, se trata do Falso Profeta, que junto com o Anti-Cristo, "inaugura" o Lago de Fogo e Enxofre, que veremos em outro dia. A besta que vem do meio da multidão (do mar) vai precisar de um apoio "espiritual" e quem dá é essa besta que vem da terra, que faz sinais e até convoca a construção de uma estátua da besta que veio do mar, faz a estátua falar e tudo mais. Quem comanda essa dupla de bestas e realiza os prodígios de fato é o próprio diabo, claro, que tem poder, limitado, é fato, mas tem. Tudo para criar um ambiente de adoração ao Anti-Cristo (na verdade, ao próprio diabo) e para enganar o povo sobre o poder dessas figuras, para que ele possa agir através delas e causar estragos na humanidade.

O derradeiro golpe contra os que quiserem confessar o nome de Cristo naqueles dias será a instituição da Marca da Besta, pois só poderá comprar ou vender quem tiver essa marca. Quem não tiver, não poderá fazer transações comerciais e terá problemas para se manter, pois a marca é dada a quem adora a besta e quem não adorar, reconhecer a besta (o diabo) como senhor (e não podemos servir a dois senhores - Mateus 6.24, portanto...) terá problemas!

 

Forte abraço.
Em Cristo,
Ricardo, pastor

Esta meditação foi enviada em 09/05/07 por e-mail.