Salmo 22

01/02/2007

 

Sofrimento e vitória do Messias
Ao mestre de canto. Segundo a melodia
"Corça da manhã". Salmo de Davi

1 DEUS meu, Deus meu, por que me desamparaste? Por que te alongas do meu auxílio e das palavras do meu bramido?
2 Deus meu, eu clamo de dia, e tu não me ouves; de noite, e não tenho sossego.
3 Porém tu és santo, tu que habitas entre os louvores de Israel.
4 Em ti confiaram nossos pais; confiaram, e tu os livraste.
5 A ti clamaram e escaparam; em ti confiaram, e não foram confundidos.
6 Mas eu sou verme, e não homem, opróbrio dos homens e desprezado do povo.
7 Todos os que me vêem zombam de mim, estendem os lábios e meneiam a cabeça, dizendo:
8 Confiou no Senhor, que o livre; livre-o, pois nele tem prazer.
9 Mas tu és o que me tiraste do ventre; fizeste-me confiar, estando aos seios de minha mãe.
10 Sobre ti fui lançado desde a madre; tu és o meu Deus desde o ventre de minha mãe.
11 Não te alongues de mim, pois a angústia está perto, e não há quem ajude.
12 Muitos touros me cercaram; fortes touros de Basã me rodearam.
13 Abriram contra mim suas bocas, como um leão que despedaça e que ruge.
14 Como água me derramei, e todos os meus ossos se desconjuntaram; o meu coração é como cera, derreteu-se no meio das minhas entranhas.
15 A minha força se secou como um caco, e a língua se me pega ao paladar; e me puseste no pó da morte.
16 Pois me rodearam cães; o ajuntamento de malfeitores me cercou, traspassaram-me as mãos e os pés.
17 Poderia contar todos os meus ossos; eles vêem e me contemplam.
18 Repartem entre si as minhas vestes, e lançam sortes sobre a minha roupa.
19 Mas tu, Senhor, não te alongues de mim. Força minha, apressa-te em socorrer-me.
20 Livra a minha alma da espada, e a minha predileta da força do cão.
21 Salva-me da boca do leão; sim, ouviste-me, das pontas dos bois selvagens.
22 Então declararei o teu nome aos meus irmãos; louvar-te-ei no meio da congregação.
23 Vós, que temeis ao Senhor, louvai-o; todos vós, semente de Jacó, glorificai-o; e temei-o todos vós, semente de Israel.
24 Porque não desprezou nem abominou a aflição do aflito, nem escondeu dele o seu rosto; antes, quando ele clamou, o ouviu.
25 O meu louvor será de ti na grande congregação; pagarei os meus votos perante os que o temem.
26 Os mansos comerão e se fartarão; louvarão ao Senhor os que o buscam; o vosso coração viverá eternamente.
27 Todos os limites da terra se lembrarão, e se converterão ao Senhor; e todas as famílias das nações adorarão perante a tua face.
28 Porque o reino é do Senhor, e ele domina entre as nações.
29 Todos os que na terra são gordos comerão e adorarão, e todos os que descem ao pó se prostrarão perante ele; e nenhum poderá reter viva a sua alma.
30 Uma semente o servirá; será declarada ao Senhor a cada geração.
31 Chegarão e anunciarão a sua justiça ao povo que nascer, porquanto ele o fez.


O início deste salmo é uma das declarações de Jesus na cruz. No momento em que Ele levou sobre si os pecados do mundo, Ele se sentiu só. Estava na cruz, passando por dores, aflição e ainda por cima levava sobre si o pecado de todos nós, seres humanos. Foi um momento duro para o Salvador...

A sequência do salmo mostra o salmista inquieto, mas confiante. Parece que as pessoas ao redor já duvidam da ação do Senhor na vida dele, mas o salmista, mesmo diante da dificuldade, fica firme, clamando e aguardando. E mais: se prepara para louvar ao Senhor por saber que Ele vai agir, como tantas outras vezes já agiu.

Quantas vezes as pessoas ao nosso redor duvidam que o Senhor vai fazer algo. Observam nossa situação e acham que não vai dar certo! Querem até "nos ajudar", tentando nos fazer deixar de lado nossa fé. Bela ajuda...

Não podemos duvidar! Ainda que pareça difícil, o Senhor vai agir! Você acha que foi fácil para José continuar acreditando no seu sonho diante da realidade que ele estava vivendo no Egito? Será que foi fácil pra Moisés ver como o povo estava antes da ação do Senhor? Parece que foi fácil para Josué... E para tantos outros! Acredito até que para eles realmente foi fácil. Não o passar por uma dificuldade, pois isso nunca é fácil, claro! Mas foi fácil no sentido de saber, por fé, que o Senhor agiria e cumpriria Seu cuidado. Nunca é fácil enfrentar uma dificuldade. Mas para nós, por fé, deve ser menos complicado, pois sabemos antes que o Senhor vai agir, ainda que apreça demorar. Se estivermos debaixo de Sua vontade, Ele vai agir da melhor maneira e na melhor hora!!! Pode até parecer demorar, mas tenha certeza que será no melhor momento. Basta esperar e confiar, agindo só no que o Senhor ordenar! Não faça além, mesmo que pareça bom. Faça só o que o Espírito lhe revelar que deve ser feito.

 

Forte abraço.
Em Cristo,
Ricardo, pastor

Esta meditação foi enviada em 01/02/07 por e-mail.