Vida de Santidade: Rendição Absoluta

23/05/2006

 

Entendo que devemos sempre meditar sobre a questão da santidade. Esse tema deve ser prioridade para nós, pois numa vida de santidade, podemos experimentar as coisas que o Senhor tem pra cada um de nós. Se temos a impressão que estamos vendo pouco enquanto vivemos uma vida de santidade, imagina como seria se deixássemos isso de lado...

1 Reis 20.1-4

1 E BEN-HADADE, rei da Síria, ajuntou todo o seu exército; e havia com ele trinta e dois reis, e cavalos e carros; e subiu, e cercou a Samaria, e pelejou contra ela.
2 E enviou à cidade mensageiros, a Acabe, rei de Israel,
3 Que lhe disseram: Assim diz Ben-Hadade: A tua prata e o teu ouro são meus; e tuas mulheres e os melhores de teus filhos são meus.
4 E respondeu o rei de Israel, e disse: Conforme a tua palavra, ó rei meu senhor, eu sou teu, e tudo quanto tenho.

  
Vemos no texto que Ben-Hadade esperava que Acabe entregasse tudo e Acabe faz isso. Não era outra a possibilidade de ação naquele momento.
 
Da mesma forma Deus espera que nós entreguemos TUDO a Ele (Mateus 10.34-42; 16.24-28). Não é só um pouco ou alguma coisa, mas tudo. Isso não quer dizer que não vamos fazer outra coisa que não ir à igreja, pregar e ouvir, cantar louvores... Mas, enquanto vivemos e fazemos todas as coisas (trabalhamos, estudamos, cuidamos de casa, de lazer, etc.), devemos fazer sempre a vontade do Senhor. Não podemos deixar nenhuma das outras coisas que fazemos tomar o lugar de prioridade de Deus. Podemos até deixar as outras coisas para fazer a vontade de Deus, mas não o contrário (Mateus 6.33).
 
Se queremos experimentar aquilo que o Senhor pode fazer em nós, devemos entregar nossa vida a Ele. Em vez de dar carona pra Jesus, devemos deixar Ele dirigir a nossa vida! Deixar Ele nos levar por onde devemos ir! Não ir aonde queremos e depois perguntar o que devemos fazer pra Jesus. Ele deve nos levar.
 
Só vamos experimentar o que Deus tem pra fazer em nossa vida quando nos entregarmos completamente a Ele. Aí, Ele poderá agir! Por exemplo: numa xícara vazia, podemos derramar o chá e enchê-la. Mas se essa mesma xícara já estiver com vinagre, farinha ou qualquer outra coisa, ficará difícil colocar o chá. Nossa vida seria a xícara. Só vai dar para o “chá” (a vontade de Deus) ser derramado em nós quando estivermos vazios das outras coisas (outros desejos).
 
É claro que Ele mesmo gera em nós o desejo de busca e, além disso, realiza através de nós (Filipenses 2.13). Mas só fará isso se deixarmos Ele agir em nossa vida. E não só em alguns momentos, mas de maneira completa!
 
Deus nos quer por inteiro, pois somos Templo do Espírito (1 Coríntios 3.16). E não dá para ser Templo do Espírito e dividir esse espaço com outras vontades nossas. Se fizermos isso, vamos apagar esse Espírito (Efésios 5.18; 1 Tessalonicenses 5.19).
 
Renda-se completamente a Deus e ele fará o melhor para você!
 
Romanos 8.28; Romanos 12.1-2.

 

Forte abraço.
Em Cristo,
Ricardo, pastor

Esta meditação foi enviada em 23/05/06 por e-mail.